Bem Vindos

Ola amigos bem vindos a Arcanoteca um espaço para RPG, mitologia, contos e curiosidades, esperamos que gostem do nosso conteúdo e nos visitem com frequência. (amigos nós não temos pop ups por favor deixem o seu ADblock desativado para nosso site pois isso nos ajuda muito a manter a Arcanoteca)

sábado, 11 de outubro de 2014

Menu Artigos: Linguagem e Mitologia

LINGUAGEM E MITOLOGIA

A nossa língua é realmente maravilhosa e cheia de termos da mitologia e da nossa história, deixo aqui alguns exemplos que considero interessantes, apesar das existentes explicações complexas vou deixar apenas umas explicações simplistas.

ATLAS
Atlas era o nome de um Titã que após ser derrotado pelos deuses do Olímpo foi condenado a carregar para sempre o mundo ás costas, até hoje na nossa língua Altas está associado ao mundo sob a forma de livros que explicam tudo sobre o nosso planeta.

CALCANHAR DE AQUILES
Aquiles foi um semi deus, um guerreiro histórico da guerra de Troia, o herói de ilíada de Homero. Quando nasceu a sua mãe banhou-o no rio da imortalidade , Estige. Mas segurou-o pelo calcanhar. Mais tarde na guerra de Troia parecia invencível e imortal até que Páris príncipe de Troia e filho de Príamo e Ecuba atirou uma flecha ao calcanhar de Aquiles provocando a sua morte.
Até hoje na nossa língua, calcanhar de Aquiles está associado a uma fraqueza, a um ponto fraco de alguém. 

ERRO CRASSO
"Triunvirato: o poder dos generais era dividido por três pessoas. No primeiro destes Triunviratos , tínhamos: Caio Júlio, Pompeu e Crasso . 
Este último foi incumbido de atacar um pequeno povo chamado Partos. Confiante na vitória, resolveu abandonar todas as formações e técnicas romanas e simplesmente atacar. Ainda por cima, escolheu um caminho estreito e de pouca visibilidade. Os partos, mesmo em menor número, conseguiram vencer os romanos, sendo o general que liderava as tropas um dos primeiros a cair. Desde então, sempre que alguém tem tudo para acertar, mas comete um erro estúpido, dizemos tratar-se de um "erro crasso ".

ANFITRIÃO 
Anfitrião era um guerreiro casado com Alcmena, no seu dia a dia normal saiu para combater em Tebas.
Zeus que muito desejava a mulher de anfitrião, decidiu possui-la, todavia sabia que Alcmena jamais trairia Anfritriao.
Então Zeus resolveu assumir a imagem de Anfitrião e fingir que retornava a casa. Seu cúmplice Hermes assumiu a imagem do escravo de Anfitrião Sósia e ficou de guarda ao portão.
Quando regressou Alcmena estava grávida, furioso com a traição tentou compreender o que se passará e descobriu que havia sido traído por Zeus.
Estranhamente ficou feliz por sua esposa ser uma escolhida de Zeus.
Aceitou a gravidez e dela nasceu HÉRCULES, que Anfitrião criou como um filho.
Até hoje usamos anfitrião para designar alguém que recebe bem (?) em sua casa amigos e desconhecidos.
Sosia ficou para sempre associado a uma pessoa muito parecida com outra.
E como estas existem tantas expressões e palavras que usamos diariamente e que estão carregadas de história.

Nenhum comentário:

Postar um comentário