Bem Vindos

Ola amigos bem vindos a Arcanoteca um espaço para RPG, mitologia, contos e curiosidades, esperamos que gostem do nosso conteúdo e nos visitem com frequência. (amigos nós não temos pop ups por favor deixem o seu ADblock desativado para nosso site pois isso nos ajuda muito a manter a Arcanoteca)

sábado, 29 de novembro de 2014

Menu Mitologia: Baphomet

BAPHOMET

Visto por muitos como demônio, Baphomet era   uma composição do nome de três deuses: Baph, que seria ligado ao deus Baal; Pho, que derivaria do deus Moloch; e Met, advindo de um deus dos egípcios, Set. Outra teoria nos leva a uma corruptela de Muhammad (Maomé - o nome do profeta do Islã), até Baph+Metis do grego "Batismo de Sabedoria".
Baphomet tinha a cabeça de bode (que sobrevive em qualquer situação), e acima da cabeça a luz (representando a sabedoria), no peito seios (que representa a amamentação/gestação), Uma mão voltada ao infinito e outra à terra (natureza), ao pés imagem de três deuses menores
Baphomet, Bafomete ou ainda ( /ˈbæfɵmɛt/; do latim medieval Baphometh, baffometi, ocitano Bafomé) é um termo originalmente usado para descrever uma divindade supostamente adorada pelos Templários, e, posteriormente, incorporado em tradições místicas ocultas desiguais. Ele apareceu "Maomé", mas depois apareceu como um termo para um ídolo pagão em transcrições do julgamento da inquisição dos Cavaleiros Templários no início do século XIV. O nome apareceu pela primeira vez na consciência popular inglesa, no século XIX, com debates e especulações sobre as razões da supressão dos Templários.
Muito embora várias tenham sido as suas supostas representações, a única possível imagem de Baphomet encontrada em um santuário templário consta de uma cabeça humana com três ou quatro faces, cada uma representando uma face de Deus ou de Hermes, como está no Convento de Cristo de Tomar. Na bruxaria representa o deus pan e no satanismo representa o diabo. sua origem porem é pagã sendo posteriormente adotado pelo satanismo.

sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Menu Artigos: Demonologia

DEMONOLOGIA:

Demonologia é o estudo sistemático dos demônios. Quando envolve os estudo de textos bíblicos, é considerada um ramo da Teologia. Por geralmente se referir aos demônios descritos no Cristianismo, pode ser considerada um estudo de parte da hierarquia bíblica. Também não está diretamente relacionada ao culto aos demônios. Entre os especialistas da Demonologia se destacam Ed Warren e muitos outros especialistas.

A Demonologia Cristã:
As mais extensas exposições sobre demonologia cristã são o Malleus Maleficarum, de Heinrich Kraemer (Onde na verdade, narra histórias acontecidas na Inquisição), Demonolatria, de Nicolas Rémy, e Compendium Maleficarum, de Francesco Maria Guazzo.
A demonologia se refere a catálogos que tentam nomear e definir uma hierarquia de demônios e espíritos malignos. Nesse sentido, a demonologia pode ser vista como uma imagem em espelho ou um ramo da angeologia, que estuda os anjos.
Os grimórios de ocultismo são tomos que conteriam os feitiços dessa versão da demonologia, contendo instruções de como convocar demônios e (espera-se), submetê-los à vontade do conjurador, embora nem todos os ocultistas antigos ou modernos necessariamente conjurem demônios. Não se podendo generalizar, em nenhuma circunstância, pois a maioria dos grimórios representam filosofias de vida e plantas curativas da magia branca.

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Menu Cenários: Egrégora Os Reinos de Valkar



Ola amigos hoje trago para vocês mais uma parte do cenário Egrégora, ainda falando mais especificamente dos continentes hoje apresento:


OS REINOS DE VALKAR


quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Menu Mitos e Lendas: Giglamesh

GIGLAMESH

Gilgamesh (ou Gilgamech) foi um rei da Suméria, de caráter semilendário, mais conhecido atualmente por ser o personagem principal da Epopeia de Gilgamesh, um épico mesopotâmico preservado em tabuletas escritas com caracteres cuneiformes.
Segundo a Lista de reis da Suméria, um antigo texto sumério datado da Idade do Bronze, Gilgamesh foi o quinto rei da primeira dinastia de Uruk, datada de aproximadamente 2750 AC. Ainda segundo a lista, era filho de um "demônio" ou "fantasma" (o significado da palavra no texto é incerto) e seu reinado teria durado 126 anos. Seu filho e sucessor, Ur-Nungal, reinou 30 anos. Outro documento, a Inscrição de Tummal, aponta Gilgamesh como o segundo reconstrutor do templo de Tummal, dedicado à deusa Ninlil, na cidade santa de Nipur.
Após seu reinado, e assumindo que tenha sido um personagem histórico real, Gilgamesh foi considerado o mais ilustre antecessor dos reis sumérios, tornando-se objeto de lendas e poemas e sendo venerado como deidade. Vários relatos sobre seus feitos são conhecidos de maneira fragmentária a partir do segundo milênio AC, os mais antigos em sumério e os mais recentes em acádio. Numa destas lendas, Gilgamesh enfrenta e vence a Aga, rei de Kish, consolidando a independência de Uruk. Essa lenda, assim, reflete as lutas pela supremacia entre as cidades mesopotâmicas no início da história suméria. Na história da luta contra Aga um dos guerreiros mais destacados de Gilgamesh é Enkidu, que posteriormente é retratado como amigo do herói na Epopeia de Gilgamesh. Gilgamesh era o Rei Herói, o nome mais antigo (de quando o mundo era apenas um)

terça-feira, 25 de novembro de 2014

Menu Artigos: Líberes - RPG Anjos - WOD

LÍBERES - RPG ANJOS - WOD

Os Líberes foram fundados tendo com um ideal: respeitar e defender a liberdade, tanto própria como dos mortais. Eles são os descendentes de uma mulher, uma Serafim dos Sancti, Rachel, que lutou para se tornar Primus. Sua visão a levava a crer que cultura, artes e liberdade eram direitos do homem, que uma vida prazerosa e mentalmente rica era necessária para que os mortais pudessem viver bem e se afastar conscientemente das forças das trevas.Rachel havia passado toda a Idade das Trevas lutando por sua visão. Ela sabia que as mentes escravizadas dos mortais estavam deixando-os vulneráveis à manipulação inescrupulosa de mortais e monstros. A Igreja corrupta estava fechando seus olhos ao que realmente é importante na vida e na eternidade. Sua luta a elevou aos olhos dos Guardiões, e ela se tornou uma dos Primus.A Renascença trouxe com ela o surgimento dos Líberes. Originalmente devotados à expansão cultural da humanidade, os Líberes ajudaram muitos artistas e humanistas, espalharam novas idéias e buscaram mudar as práticas religiosas da Europa.A oposição de demônios, vampiros e até mesmo Celestiais mais conservadores foi dura, mas os Líberes prosseguiram.Conforme os séculos se passaram, o Clero foi expandindo em suas práticas. Eles estiveram presentes na Revolução Francesa e apoiaram o Iluminismo e as ciências. Na América, distribuíram ideais separatistas e abolicionistas. Na África, incitaram revoluções contra as colônias européias. No século XIX, se opuseram ao Imperialismo e aos abusos da Revolução

sábado, 22 de novembro de 2014

Menu Mitologia Grega: Tróia

TROIA 

Durante muitos séculos, acreditava-se que a Guerra de Tróia fosse apenas mais um mito. Porém, com a descoberta e estudo de um sítio arqueológico na Turquia, pode-se comprovar que este importante fato histórico da antiguidade realmente ocorreu. Porém, muitos aspectos entre mitologia e história ainda não foram identificados e se confundem.
"Tróia, ou Ílion (daí Ilíada), era uma rica cidade da Ásia Menor. Conta a Ilíada que o desentendimento entre os gregos e troianos começou quando Páris, filho do rei de Tróia, raptou a belíssima Helena, esposa do rei de Esparta, uma cidade grega. Diante disso, os gregos velejaram em direção a Tróia dispostos a trazer Helena de volta.
Para surpresa dos gregos, porém, os troianos resistiram valentemente. Com isso, o cerco da cidade de Tróia se arrastou por dez anos, repletos de violentos combates.
Os gregos já se encontravam exaustos quando o grego Ulisses teve uma ideia engenhosa, que seus companheiros puseram em prática imediatamente. Construíram um enorme cavalo oco de madeira e o abandonaram a poucos metros das portas de Tróia. Depois, esconderam-se nele, fingindo uma retirada.

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Menu Artigos: Os Inconnu - RPG Vampiro - WOD

OS INCONNU - (RPG Vampiro WOD)

Os Inconnu, como viearam mais tarde a ser chamados, foram originalmente uma união dos Ventrue, Lasombra, Malkavians e alguns Brujah que dominaram várias facções entre os Romanos. Apesar de desperdiçarem bastante do seu tempo em disputas uns contra os outros, eles foram capazes de criar uma frente unida durante bastante tempo e assim manterem as suas posições de poder. Com a ajuda secreta destes generais e estadistas com as suas experinências milenares, Roma foi capaz de obter um dominio inquestionavel no Mediterrâneo. Um dos actos mais importantes realizados pelos Inconnu foi a destruição do núcleo Brujah de Cártago (cidade antiga no litoral do norte de África, fundada pelos fenícios e destruída pelos romanos) que se seguio a Terceira Guerra Púnica. Apesar de haver pistas entre os Inconnu que os Brujah se tinham interessado por assuntos infernais e que Cártago tinha de ser destruida para ser purificada, a lógica por detrás desta atitude era provavélmente mais por motivos económicos do que por qualquer outra coisa. Qualquer que tenha sido a causa, a destruição ad cidade levou a séculos de conflitos entre os Brujah e os Inconnu. Após as Guerras Púnicas, os Toreador começaram a rumar em força para Roma, e muitos deles juntaram-se aos Inconnu. 

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Menu Mitologia Oriental: Pan-ku e a criação

PAN-KU (E a criação)

Pan Ku - Surgiu quando o yin e o yang quebraram o ovo em que residiam em uma disputa. Ao sair do ovo Pan Ku iniciou a criação de tudo existente usando um martelo, um formão e a ajuda de um dragão, uma fênix, um unicórnio, uma tartaruga e um tigre. Sua criação demorou 18 mil anos e após sua morte ele juntou-se a sua criação: seu hálito tornou-se o vento, seus olhos o sol e a lua, seu corpo os relevos, sua voz o trovão, seu sangue os rios, seus pelos a vegetação, seus ossos as rochas, seu suor a chuva e todas as bactérias de seu corpo tornaram-se animais e humanos.
Nu Wa e Fu Hsi foram os únicos sobreviventes de um antigo dilúvio. Quando as águas baixaram o casal havia adquirido o corpo de serpentes e juntos criaram as plantas e os animais, estes sendo seus filhos. Tornou-se a deusa da fertilidade ao consertar o mundo e criar as pessoas com bolas de lama.
Yi - Nos tempos remotos a humanidade sofria com o intenso calor de dez sóis. Yi com suas grande habilidade no arco e flecha exterminou nove sóis, deixando o mundo com apenas um.
Sun Wu-Kung é o famoso rei macaco. Foi flagrado por Buda roubando pêssegos do jardim de Hsi Wang-Mu (que concediam a imortalidade), mas foi salvo pela intercessão da deusa da misericórdia, Kuan Yin, que convenceu Buda a poupá-lo desde que acompanhasse o peregrino budista, Tang Seng, até à Índia.

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Menu Cenários: Egrégora Os mistérios de Myhr



Ola amigos hoje trago para vocês mais uma parte do cenário Egrégora, ainda falando mais especificamente dos continentes apresento:


OS MISTÉRIOS DE MYHR

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Menu Artigos: Kiasyd - Linhagem Rara - RPG Vampiro - WOD

KIASYD

As origens da estranha linhagem Kiasyd se perderam no decorrer dos séculos, mas sua afeição pelo esplendor e seus curiosos poderes levam alguns Caimitas a suspeitar que suas raízes se encontram no clã Lasombra. A teoria mais difundida atribui sua criação a experiências porfanas com o sangue dos Selvagens e pactos proibidos com demônios. Qualquer que seja a verdade, o resultado é uma das consagüinidades mais estranhas encontrada em vampiros no Mundo das Trevas. 
Os Kiasyd são estudiosos e guardadores de segredos. Eles tê, uma tendênciaa serem observadores do que de tomar parte ativa em atos como os Festins de Guerra. Os Kiasyd não gostamde realizar ações físicas com seus oponentes, preferindo lutar com raciocínio e as palavras. Eles guardam zelosamente seu conhecimento e suas coleções particulares. Apesar do lar de um Kiasyd estar sempre aberto a visitas de vampiros da linhagem, todos os Kiasyd são morbidamente territoriais e são poucas as cidades que abrigam mais do que um membro da linhagem. Os Excêntricos não gostam de competir uns com os outros pelo conhecimento. Se uma pessoa encontrar dois Kiasyd juntos, provavelmente será um ancião com sua cria, que pode estudar com o ancião mais de 50 anos. Chegará, contudo, o tempo quando a cria irá procurar seu próprio refúgio, quase sempre em uma outra comunidade. Os Kiasyd são notórios por serem muito calmos e e estudiosos. A sua raison d'être gira em torno de suas coleções de pergaminhos, livros, magias e conhecimento vampíritco que formam grandes pilhas nas estantes de suas bibliotecas. Sua estrutura incomum e sua insaciável sede de conhecimento contribuem para a formação de pilhas bem grandes.

domingo, 16 de novembro de 2014

Menu Mitologia: A Criação por Uira Cocha

A CRIAÇÃO POR UIRA COCHA (Mitologia Inca)

Na nova lenda da criação do mundo por Uira Cocha, posterior ao primeiro mito da criação do Universo para os incas e ao qual substitui definitivamente, se dá ao deus todo-poderoso a faculdade de dirigir a construção de tudo o visível e invisível. Uira Cocha começa a sua obra nas margens do lago Titicaca, em Tiahuanaco, alçando na pedra as figuras dos dois primeiros seres humanos, dos primeiros homens e mulheres que vão ser os cimentos do seu trabalho. Uira Cocha vai situando estas estátuas e, à medida que lhes dá nome, se animam e tomam vida na escuridão do mundo primogênito, porque o deus ainda não se ocupou de dar luz à terra, unicamente iluminada pelo resplendor do Titi, um animal selvagem e ardente que vive no cima do mundo, seguramente o jaguar que se mistura com outros animais nas representações totêmicas dos incas e das culturas anteriores. Este mundo daqui ainda está em trevas porque Uira Cocha adia todo o seu labor de criação de um mundo completo, ao nascimento dos seres humanos que vão desfrutar dele.

sábado, 15 de novembro de 2014

Menu Artigos: Gargulas - RPG Vampiro - WOD

GÁRGULAS 

Nos dias iniciais da Idade Média, a recente fundada linha Tremere estava em grande perigo. Perseguidos por todos os lados por agentes do Inconnu, mesmo o poder do recentemente criado Círculo dos Sete não era suficiente para salvá-los da extinção. Mesmo individualmente poderosos, eles simplesmente não tinham as hordas e as tropas necessárias para combater seus inimigos. Há rumores de que foi o próprio fundador do Clã que pensou numa solução. Capturando vários outros vampiros e criaturas místicas, incluindo um Gangrel e um Nosferatu, Tremere e seu Círculo usaram seus conhecimentos alquímicos para sintetizar uma nova raça de vampiros, para servir aos Tremere. Assim nasceu a primeira Gárgula, erguendo-se de um caldeirão borbulhante contendo misturas alquímicas e vitae de variadas criaturas. Baseando-se num trecho da Bíblia, seus criadores ordenaram "Crescei e Multiplicai-vos". E assim foi, rapidamente criando mais Progênies com camponeses assustados e liderando-os contra o Inconnu. Foi por causa da enorme força das Gárgulas que os Tremere sobreviveram. Por séculos as Gárgulas serviram os Tremere com grande lealdade, apesar dos inúmeros abusos. Finalmente, a paciência deles se esgotaram e estouraram mesmo para seus espíritos de tolerância. Durante a Idade Média, as Gárgulas se livraram dos Tremere; algumas foram para a Europa selvagem, outras estabeleceram-se em grandes cidades como Paris, enquanto outras ofereceram seus serviços como mercenários ou sentinelas para Vampiros ou Magos que podiam pagar seu preço em ouro e vitae. 

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Menu Mitos e Lendas: A Curva (creepy pasta)

A CURVA (CREEPY PASTA)




Teresa Fidalgo, uma jovem que morreu precocemente aos 23 anos, diz a lenda que ela não estava conformada com sua morte tão precoce e por isso quis que todos morressem também.

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Menu Cenários: Egrégora Os Reinos de Acádia


 Ola amigos, hoje trago a vocês mais informações sobre os continentes de Egrégora, agora mais especificamente sobre os reinos começando por Acádia. 


OS REINOS DE ACÁDIA


Acádia, é um continente divido em 05 reinos que são subordinados a uma cidade capital “Toraden” onde fica a corte do Rei do Continente: Abbadon Augustos de  Phelenor. Existem dois grandes Rios no continente sãos eles: O Rio Herácles e o Rio Morgoth, também existe um grande lago: O Lago dos Espelhos. 

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Menu Mitologia: Os Deuses do Brasil

OS DEUSES DO BRASIL (mitologia de varias tribos)

Sabemos tanto dos outros deuses (gregos, egípcios e romanos) que tenho até vergonha de dizer que muitos de nós ainda desconhecem alguns desses deuses da nossa cultura.

TUPÃ
Tupã é o deus da criação e autor do trovão e dos relâmpagos, sendo o criador do raio, tal onipresença celeste confere a este um poder significativo na mitologia Tupinambá.Os indígenas rezam a Nhanderuvuçu e seu mensageiro Tupã. Tupã não era exatamente um deus, mas sim uma manifestação de um deus na forma do som do trovão. É importante destacar esta confusão feita pelos jesuítas. Nhanderuete, "o liberador da palavra original", segundo a tradição mbyá, que é um dialeto da língua guarani, do tronco lingüístico tupi, seria algo mais próximo do que os catequizadores imaginavam.
Câmara Cascudo afirma que Tupã "é um trabalho de adaptação da catequese". Na verdade o conceito "Tupã" já existia: não como divindade, mas como conotativo para o som do trovão (Tu-pá, Tu-pã ou Tu-pana, golpe/baque estrondante), portanto, não passava de um efeito, cuja causa o índio desconhecia e, por isso mesmo, temia. Osvaldo Orico é da opinião de que os indígenas tinham noção da existência de uma Força, de um Deus superior a todos. Assim ele diz: "A despeito da singela idéia religiosa que os caracterizava, tinha noção de Ente Supremo, cuja voz se fazia ouvir nas tempestades – Tupã-cinunga, ou "o trovão", cujo reflexo luminoso era Tupãberaba, ou relâmpago. Os índios acreditavam ser o deus da criação, o deus da luz. Sua morada seria o sol
Para os indígenas, antes dos jesuítas os catequizarem, Tupã representava um ato divino, era o sopro, a vida, e o homem a flauta em pé, que ganha a vida com o fluxo que por ele passa.

terça-feira, 11 de novembro de 2014

Menu Artigos: Cuique Suun - RPG Anjos - WOD

CORTE DOS ANJOS OCIDENTAIS CLERO: CUIQUE SUUN - (RPG Anjos a Salvação - WOD)

Mesmo entre os anjos é preciso justiça. Os Cuique Suum são os encarregados de zelar pela justiça, tanto no Éden como na Terra. Gerados nos princípios dos tempos, os Cuique Suum foram, e sempre serão, os encarregados de descobrir a culpa nas pessoas, e força-las a aceitar o julgamento a que serão submetidas. Os Cuique Suum são um Clero antigo. Fundados por Fanuel, um dos sete Primi originais, ele foi gerado para resolver quaisquer atritos que surgissem entre os demais Cleros. Os Cuique Suum gozam de tremendo respeito em todo o Éden. Seus poderes lhes permitem sentir a culpa no coração das pessoas e, desta forma descobrir que crimes cada um cometeu. Desta forma, os Cuique Suum são quase infalíveis em seus deveres de justiça, o que lhes rende prestígio em todas as Cortes de Celestiais. Tanto os Ocidentais e Orientais como os Malaki e os independentes buscam os Cuique Suum para resolverem suas questões.Mas os Cuique Suum não são apenas juizes. Às vezes, eles são os agentes da lei também.“Justiça,” eles dizem, “não deve ser feita apenas pelo juiz... mas pelo guerreiro também.” Desta forma, muitos Cuique Suum fogem do estereótipo pacífico do Clero, tornando-se ferozes agentes de justiça no mundo. Esses Cuique Suum guerreiros são mais freqüentes na Terra, e muitos tomam identidades mortais para poderem ajudar a humanidade.Os guerreiros Cuique Suum muitas vezes se envolvem com demônios. Em sua luta para encontrar os culpados de um crime, os Celestiais justiceiros acabam atraindo a atenção de demônios que, por um motivo ou outro, não desejam a verdade revelada. Esses encontros geraram um ódio profundo entre os juizes e os infernais.

domingo, 9 de novembro de 2014

Menu Cenário: Arcadia

Ola Amigos da Arcanoteca hoje trago apra vocês um cenário completo escrito por um dos nosso amigos, Mostarda Man contato: santamostarda@gmail.com


ARCADIA 



Arcadia é um mundo muito semelhante ao nosso, mas que ainda conserva certos aspectos donosso passado. Em Arcadia você pode encontrar florestas intocadas, montanhas inexpugnáveis, regiões selvagens onde a lei do homem não tem valor algum. Nesse mundo o homem ainda não domou as forças naturais, nesse mundo a humanidade luta para sobreviver dia após dia sem descanso.

sábado, 8 de novembro de 2014

Menu Artigos: Fadas

FADAS

Desde pequenos escutamos falar em fadas. Fadas madrinhas, fadas dos bosques, varinhas de condão Essas estorinhas antes nos faziam dormir, viajar Mas e hoje, depois de grandes, será que ainda podemos pirar nessas lendas? Bom, lendas ou não, há muitos relatos sobre o assunto, que por sinal é levado bem a sério por alguns grupos, com notícias, jornais e tudo.
As fadas são seres da natureza, da família do elemental Ar . No ano de 1907, foi publicada na Revista "The Regular", na Inglaterra, uma foto de uma garotinha rodeada de fadas que causou muita polêmica, já que naquela época não havia muitos recursos para se fazer mutreta com imagens. Muitas pessoas tomaram isso como uma farsa, mas a foto foi mesmo aclamada como uma inegável prova da existência das fadas. Mesmo assim, pouco se sabia sobre aquela garotinha da foto. Angelica Cottington era seu nome, e ela foi por muito tempo ridicularizada por todos por causa disso.
Em sua essência, as fadas são estruturas abstratas de energia fluida, formada por condição astral, tão sensíveis quanto influenciadas pela emoção e pelos pensamentos. Em sua forma mais primitiva, pode-se percebê-las como forças pulsantes ou uma luz que irradia, com um centro brilhante na parte da cabeça ou do coração. Nas fadas mais desenvolvidas, a cabeça e os olhos são bem definidos, e sua forma pode refletir o mundo humano, animal, vegetal ou mineral. Brian Froud, que é autor de muitos livros sobre esses seres cheio de encanto, conta que por sua experiência e contato diário com elas, pode dizer que são seres irracionais, poéticos, absurdos, paradóxicos e muito, muito sábios.
Elas desvendam as dádivas da vida, da auto-cura, e da auto-transformação mas também fazem travessuras em nossas vidas, causam rompimentos e também mudanças muito dramáticas. Brian divide as fadas em boas em más, por conveniência do conceito humano, mas isso não quer dizer que existam fadas realmente malvadas.

sexta-feira, 7 de novembro de 2014

quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Menu Artigos: A Alquimia

A ALQUIMIA 

Alquimia é uma prática antiga que combina elementos da Química, Antropologia, Astrologia, Magia, Filosofia, Metalurgia, Matemática, Misticismo e Religião. Existem quatro objetivos principais na sua prática. Um deles seria a transmutação dos metais inferiores ao ouro; o outro a obtenção do Elixir da Longa Vida, um remédio que curaria todas as coisas e daria vida longa àqueles que o ingerissem. Ambos os objetivos poderiam ser notas ao obter a Pedra Filosofal, uma substância mística. O terceiro objetivo era criar vida humana artificial, os homunculi. O quarto objetivo era fazer com que a realeza conseguisse enriquecer mais rapidamente (este último talvez unicamente para assegurar a sua existência, não sendo um objetivo filosófico). É reconhecido que, apesar de não ter caráter científico, a Alquimia foi uma fase importante na qual se desenvolveram muitos dos procedimentos e conhecimentos que mais tarde foram utilizados pela Química. A Alquimia foi praticada na Mesopotâmia, Egito Antigo, Mundo Islâmico, América Latina Pré-Histórica, Egito, Coreia, China, Grécia Clássica, Kiev e Europa, e mesmo entre os Aborígenes.

quarta-feira, 5 de novembro de 2014

Menu Artigos: Gnomos e Duendes

GNOMOS E DUENDES

Seres que caracterizam o elemento Terra. Este elemento significa sustentação, força, equilíbrio, realismo e vitalidade.
É do chão que vem toda a nossa canalização. Ao andarmos descalços na Terra recebemos desse elemento toda a sua energia.
Os gnomos e duendes atuam sobre as vibrações e energias das folhagens, flores, pomares, florestas, grutas, cavernas, pedras e cristais. As vibrações desses seres elementais devem ser canalizadas para a proteção e a cura.
Para receber as vibrações do elemento Terra pise na areia com os pés descalços e sinta a vibração que vem do chão. Utilize a natureza e abrace uma árvore, feche os olhos e concentre-se em sentir a respiração da árvore juntamente com a sua, permaneça alguns minutos em contato com ela e sinta as vibrações que a arvore irá lhe passar.
Outra forma de contato com os gnomos e duendes está nas frutas. Escolha uma maçã bonita, lave-a, coloque em um pires branco e escolha um canto da casa que lhe agrade oferecendo a um gnomo (ser que representa o elemento Terra) para que o mesmo possa manter o clima da sua casa em harmonia. Quanto mais rápido secar a maçã significa que o ambiente se encontra carregado.
As pedras e cristas também é uma maneira de manter o equilíbrio do ambiente. Ao colocar uma pedra ou cristal dentro de casa observe o seu brilho. Se estiver fosca deve ser lavada em sal grosso e mantida no sol e no sereno da noite para ser novamente energizada. As pedras e cristais costumam sugar as energias pesadas de um ambiente.
Bom estudo e prática a todos.

terça-feira, 4 de novembro de 2014

Menu Artigos: RPG Vampiro: Abominações - WOD

ABOMINAÇÃO

O Início de Tudo:
E m meados de 1925 na cidade de Adelaide, Austrália, um Presas de Prata após vencer em uma justa disputa o Líder de sua Seita, um Presas de Prata também, em vez de se tornar o novo Líder da Seita, é expulso injustamente com a justificativa de ser um enviado da Wyrm, por ser um Impuro. Antes dele sair ele amaldiçoa todos os Garou e jura vingança.

O Encontro:
O Impuro passa a viajar pelo mundo, em busca de aliados para realizar sua vingança, nenhum Garou o oferece ajuda, somente desprezo e indiferença. Três anos depois, seu ódio só havia crescido e, em uma noite fria de inverno em Paris, ele encontra aquele que seria o seu aliado.  Em quando caminhava pela cidade, em sua forma hominídea, fora atacado por um vampiro.
Eles lutaram, e o Impuro venceu, mas antes que ele matasse o vampiro, este lhe pediu clemência oferecendo a ele qualquer coisa.

segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Vlad Tsepesh - O Pírncipe das Trevas.

Um filme sobre o "Dracula" contando a história sobre o homem que originou o mito, o Principe Vlad Tsepesh 

domingo, 2 de novembro de 2014

Menu Mitologia: Sociedade Cainita e sua História - RPG WOD

A SOCIEDADE CAINITA E SUA HISTÓRIA - WOD

A MITOLOGIA CAINITA 
O livro de Nod explica que a origem dos vampiros está diretamente ligada ao mito judaico-cristão de Caim e Abel. Diz-se que Caim, após a morte de Abel, fora amaldiçoado por Deus e se refugiado no país de Nod, onde ficara sob os cuidados de Lilith (a "primeira mulher" expulsa do paraíso por não se subjugar aos desígnios de Deus). Discute-se que ela fora a responsável pelo despertar de Caim, o abraçando e lhe dando de seu sangue para beber, fazendo cair em um profundo abismo. Em meio à escuridão, Caim recebera a presença de vários anjos de Deus exigindo que ele pedisse perdão a Deus. Certo de suas convicções, Caim preferiu sofrer as punições conferidas pelos anjos a postar-se perante Ele. Por esta razão fora condenado vagar eternamente pela Terra sempre temendo a luz e principalmente ao Sol. 
Diferente do que podia se esperar, Caim sobreviveu a tudo isso, graças em parte à Lilith, que lhe ensinou aquilo que ficou conhecido como Disciplinas vampíricas e lhe deu conforto e amor (discute-se ainda se Lilith na verdade não apenas apresentou a Caim seus verdadeiros dons, ou seja, às esferas de magia). Após isso, Caim se rebelou contra Lilith, por não querer mais obedecer-la, e foi viver sozinho. Conta-se que nesse meio tempo ele teria conhecido outros seres mágicos, tais como Licantropos, Fadas, Demônios, etc. até encontrar seu primeiro amor, Zillah. Nesta época ele encontrou também Crone, pessoa que o colocou sob um Laço de Sangue e ensinou-lhe o Abraço. Caim permaneceu sobre tal Laço por um ano e um dia, até atravessar Crone com uma estaca de madeira (ela foi deixada na esperança de que o Sol a dizimasse). Só então aconteceu a criação da Primeira Cidade. 

sábado, 1 de novembro de 2014

Menu Artigos: Wiccans

"WICCAN'S"

Wicca é uma religião neopagã influenciada por crenças pré-cristãs e práticas da Europa ocidental que afirma a existência do poder sobrenatural (como a magia) e os princípios físicos e espirituais masculinos e femininos que interam a natureza, e que celebra os ciclos da vida e os festivais sazonais, conhecidos como Sabbats, os quais ocorrem, normalmente, oito vezes por ano. Autoridades como Alex Sanders referem-se a ela como religião natural, "a mais antiga do mundo". É muitas vezes referida como Witchcraft (em português: "bruxaria") ou the Craft por seus seguidores, que são conhecidos como Wiccanos ou Bruxos. Suas origens contestadas residem na Inglaterra no início do século XX, mas foi popularizada nos anos 50 por Gerald Gardner, que na época chamava a religião de "culto às bruxas" e "bruxaria", e seus seguidores "a Wica". A partir dos anos 60 seu nome foi normalizado para "Wicca".
A Wicca é uma religião politeísta, de culto basicamente dualista, que crê tradicionalmente na Mãe Tríplice e no Deus Cornífero, ou religião matriarcal de adoração à deusa mãe. Estas duas deidades são muitas vezes vistas como faces de uma divindade panteísta maior, ou que se manifestam como várias divindades politeístas.