Bem Vindos

Ola amigos bem vindos a Arcanoteca um espaço para RPG, mitologia, contos e curiosidades, esperamos que gostem do nosso conteúdo e nos visitem com frequência. (amigos nós não temos pop ups por favor deixem o seu ADblock desativado para nosso site pois isso nos ajuda muito a manter a Arcanoteca)

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Menu Cenários: Egrégora Os Reinos de Acádia


 Ola amigos, hoje trago a vocês mais informações sobre os continentes de Egrégora, agora mais especificamente sobre os reinos começando por Acádia. 


OS REINOS DE ACÁDIA


Acádia, é um continente divido em 05 reinos que são subordinados a uma cidade capital “Toraden” onde fica a corte do Rei do Continente: Abbadon Augustos de  Phelenor. Existem dois grandes Rios no continente sãos eles: O Rio Herácles e o Rio Morgoth, também existe um grande lago: O Lago dos Espelhos. 

Organização Política:

Acádia é governado no sistema de monarquias totalitárias estadistas hierarquizadas.
O Rei Abbadon possui 05 filhos, sendo um homen e duas mulheres de seu primeiro casamento com a rainha Ylliliana Vermilhon (nobre da raça genasi). E um casal de gêmeos sendo um homem e uma mulher de seu segundo casamento com a Rainha Titânia Gremory Escarlate (nobre da raça celestial). Os filhos do Rei por meio de alianças e casamentos estratégicos regem os 05 reinos de Acáida os quais são:

• O  Principe, Abbigor Vermilhon de Phelenor: Conhecido como a “Chibata do Rei”, Abbigor é o primogênito, filho do primeiro casamento do Rei Abbadon com a Rainha Ylliliana. Abbigor, além de ser o Regente do Reino de Dracnok cuja a capital é Ithaca (ou Nova Ithaca), também é o General de todos exércitos do Continente de Acádia sendo a autoridade máxima militar de todo continente e estando subordinado unicamente a seu pai o Rei. Abbigor é casado com Elissandreas uma nobre descendente do antigo soberando de Ithaca o Rei Salazar. O príncipe também é conhecido pelo temperamento difícil e por suas tendências ao sadismo, daí o apelido de Chibata do Rei. Dono de um copro enorme e avantajado Abbigor é sem dúvidas um guerreiro extraordinário, com uma perícia impecável com a espada e uma mente analitica e estratégica ele é um temível oponente deixando apreensivos ate mesmo guerreiros valkaritas. Abbigor não mantem um bom relacionamento com os seus outros irmãos com exceção a Princesa Arshes, por quem ele nutri um amor platônico, O grande General esta subordinado diretamente as ordens do Rei estando hierarquicamente acima dos demais nobres. (poucos sabem mas Abbigor tem grande inveja da força sobrenatural do seu meio irmão caçula Duque Fargos)

Sobre Dracnok

Dragnok é um reino com muita influência militar sendo responsável pelo treinamento e hospedagem de grande parte das tropas do Rei Abbadon. Estando sobre a regência do Príncipe Abbigor, o reino e próspero e as leis muito severas (ladrões perdem a mão, mentirosos tem a língua arrancada entre outros). Existem grandes desertos e grandes áreas de floresta no reino tornando assim possível os mais diversos tipos de treinamento para os Soldados. Grande parte do comércio de Dracnok advém do Vidro produzido em sua Capital, alimentos, minérios e outros subsídios são negociados com outros reinos através do Banco Real que financia o exercito do Rei. 

Sobre a Capital Ithaca "a Jóia do Deserto": 


Ithaca é uma grande cidade que visivelmente ainda esta em desenvolvimento, o clima é muito quente, o calor do deserto aliado ao vento seco faz a sensação térmica se elevar bastante. O povo aparentemente feliz e em sua maioria humanos de pele mais escura esta sempre em movimento, trabalhadores por todos os lados construindo, pregando, pintando. As ruas principais da cidade possuem um calçamento de pedras encaixadas e os diversos comércios exibem suas placas e letreiros anunciando seus produtos. A arquitetura reaproveita as ruínas da antiga cidade e as transforma e novas moradias não sendo incomum casas que exibem parte ruína parte construção nova. O velho e o novo se misturam no mesmo local gerando uma arquitetura única e espetacular. O que salta os olhos são os diversos tipos e cores dos vidros nas casas. A antiga Ithaca, que era regida pelo terrível e lendário rei Salazar (mais detalhes no conto A tumba de Salazar) era a maior  produtora de vidro do reino e provavelmente a nova Ithaca também será. 

• Princesa Arshes Vermilhon de Phelenor: Conhecida como “a vóz do Rei” A Princesa Arshes é a segunda filha do primeiro casamento do Rei Abbadon com a Rainha Ylliliana. Sendo a regente do reino de Phentrus, território onde fica a capital do Continente a cidade “Toraden”. Ela é a principal conselheira na corte do Rei Abbadon bem como sua Tesoureira, é ela quem administra todas as finanças do reino e negocia rotas de comercio e todo tipo de coisas que precisem de financiamentos do reino desde obras para urbanismo a recursos para o exército. Arshes também é a dona do Banco Real o que traz a ela enorme prestigio e poder de influência. A princesa ainda não é casada morando no palácio de seu Pai na capital, ela também é conhecida por não ter inimigos, pois todos os que ousam desafia-la desaparecem misteriosamente. É chamada de “a voz do Rei” por ser ela quem em todas ocasiões oficiais faz as proclamações dos decretos Reais. A Princesa Arshes mesmo sendo uma mulher fria calculista e de aparência feia tem diversos pretendentes todos estrangeiros e o Rei Abbadon esta avaliando qual seria a união mais vantajosa para o Reino. 

Sobre Phentrus

Em Phentrus o clima é temperado e a paisagem constituída de extensas planícies que se estendem ate o pé das montanhas. Sendo este o reino central do continente e como faz fronteiras com todos os demais reinos tudo obrigatoriamente precisa passar por ali, sendo assim é o reino onde existe o maior e mais elaborado comercio de toda Acádia, também é o centro nervoso das finanças do Reino e lar da Matriz do Banco Real. Dessa forma Phentrus é o reino mais rico de todos o que atrai inúmeras guildas de ladinos que fazem seus negócios escusos nas sombras. Recentemente uma guilda de Ladrões conhecida como “Adagas Voadoras” parece estar unificando o mundo do crime, na capital, sobre a liderança implacável de um misterioso líder conhecido como Twinig Magbull

Sobre a Capital Toraden: 

Toraden é bastante tranquila A estrada para a capital é de muita qualidade com calçamento sem buracos e com vários pontos com iluminação. A capital é uma cidade belíssima todas suas ruas são pavimentadas, com boa iluminação e com a segurança de guardas muito bem equipados, as residências são em sua maioria muito bonitas e coloridas os comércios todos muito bem organizados e limpos. A cidade é divida em zonas, (comercial, residencial, industrial etc)  e por ser muito grande é conhecida como “a cidade que não dorme” pois seus comércios permanecem sempre abertos e as ruas principais estão sempre com movimento. A cidade conta com templos exuberantes em homenagem aos deuses Acadianos e com serviço de correio. 

• Princesa Allana Vermilhon de Phelenor Verde Folha: A pricesa Allana é a terceira filha do primeiro casamento do Rei Abbadon com a rainha Ylliliana. Sendo esposa do Rei Elfo Veldrane Verde Folha, Regente do reino de Tell’Aria. O casamento de Allana com Veldrane foi o que unificou os reinos humanos e elficos. Assim Tell´Aria é o território onde vivem a grande maioria dos Elfos acadianos. Allana é dona de uma beleza estonteante que aliada a sua linguá afiada e grande velocidade de raciocínio fez dela uma excelente diplomata e uma manipuladora mortal. 

Sobre Tell’Aria 

O Reino possui grandes florestas e suas cidades e vilas são todas construídas em harmonia com as mesmas, sendo este o reino dos elfos não podeira ser diferente. Apenas a Capital Vardem difere um pouco pois foi projeta mais dentro dos moldes humanos de cidades. Isso porque Veldrane Verde Folha, por ser muito apaixonado por sua rainha quis agradar-lhe. O regente é considerado pelos Elfos que vivem no reino como sendo o seu Rei e único líder e apesar de estarem sobre o domínio do Rei Abbadon o povo elfico não pensaria duas vezes caso seu líder decreta-se guerra. Felizmente Veldrane alem de muito sábio e ponderado é extremamente apaixonado por Allana e uma guerra contra seu sogro esta totalmente fora de questão fazendo com que os reinos de Acádia possam gozar de paz e prosperidade. O que o líder elfo não sabe é que sua amada imperatriz envia constantes relatórios ao seu irmão Abbigor sobre todos movimentos militares e outras informações táticas do reino. Dessa forma apesar da paz Tell'Aria esta sempre sobre observação. 

Sobre a Capital Vardem: 

Vardem é uma linda cidade onde grande parte de sua população e exclusivamente composta de elfos embora existam também muitos humanos e meio-elfos. Rica e prospera Vardem também é famosa por ter um grande comercio de itens maravilhosos assim como os melhores artesões elficos da região. A cidade e dividida em distritos: 
- Distrito dos Metais: Lugar na cidade destinado ao comercio de armas, armaduras e itens de forjaria também é possível encontrar armas e armaduras encantadas
- Distrito do Saber: Local onde funcionam os comércio de livros, pergaminhos, mapas e outras coisas relacionadas ao conhecimento. Podem ser comprados aqui tomos para desenvolvimento de perícias.
- Distrito Arcano: Lugar onde existe o comercio de itens maravilhoso, poções, varinhas e cajados.
- Templo do Deus Eru: Templo da divindade elfica acadiana, podem ser realizados casamentos benções remoção de maldições, curas entre outros. 
- Distrito da Noite: Aqui seria a zona vermelha da cidade local onde ficam as tavernas os bordeis e as casas de jogatina, seria um ótimo local para encontrar ladinos e talvez informações.

• Duque Fargos Gremory de Phelenor: Conhecido como “o Justo”, “o honrado”, “o poderoso”. Fargos é filho caçula do Rei Abbadon, fruto do seu segundo casamento com a Rainha Titânia. O Duque é o Regente de Yluviah, o reino responsável por grande parte da produção de alimentos, de grãos bem como de minérios e gemas do continente. Fargos é casado com uma nobre da casa de Mhytra (família antiga e nobre de guerreiros). Sua esposa Dedaluz Mhytra de Phelenor é uma mulher extraordinária, amazona, especialista no uso do arco/flecha e espada curta (foi discípula da Rainha Catarina de Valkar). Fargos alem de muito carismático é dono de uma força sobre-humana herdada do sangue celestial de sua mãe. Reza a lenda que em uma de suas aventuras pelo reino ele foi capaz de empurrar com as mãos nuas um Dragão Negro Adulto tamanha sua força. Outros contam que ele se diverte fazendo competição de braço e ferro com Gigantes e Ogros e que nunca é derrotado. O duque tem uma irmã gêmea que é Paladina e Regente de Velantus. Ele é conhecido por ser bondoso e justo além de muito carismático motivo do porque de muitos acadianos lamentarem que seja Abbigor o próximo na linha de sucessão ao trono de Acádia. 

Sobre Yluviah

O reino de Yluviah possui uma terra extremamente fértil, possibilitando todo o tipo de colheitas dessa forma eles conseguem produzir alimentos e grãos o ano inteiro, isso aliado a existência de muitas jazidas de minérios e gemas faz com que o reino seja o maior produtor tanto de minério como de alimentos de todo o continente acadiano sendo assim Yluviah é sem duvidas um dos territórios mais importantes e estratégicos de Acádia tanto na politica quanto na economia. O povo é visivelmente feliz e prospero existem muitos anões em Yluviah e todos os suditos amam seu suserano como em nenhum outro lugar, quando chega a data do Aniversário do Duque é organizada uma semana de festividades e torneios aos quais todos de Yluviah podem participar, nobres e aldeões.  

Sobre a Capital Arvin

Arvin é uma cidade pequena e extremamente rural não tem grandes centros urbanos ou comercio muito amplo. Isso porque Arvin não detinha o status de capital, mas isso esta mudando depois dos eventos ocorridos na aventura “O Olho Voraz” o Duque Fargos resolveu transformar Arvin em sua capital. Então a partir dai estão sendo feitos grandes obras de expansão e mobilidade urbana junto com  a construção de um castelo para o Regente e sua família. Em poucas décadas Arvin será uma das maiores capitais do reino acadiano. Portanto atualmente Arvin é uma cidade em expansão com um povo muito atarefado e em constantes obras. Sendo boa parte das obras financiada pelo Banco Real com recursos da coroa. 

• Tzaboh Havock Gremory de Phelenor (Paladina): Conhecida como “a Protetora”, “a grandiosa” Tzaboh á a filha caçula do segundo casamento do Rei Abbadon com a Rainha Titânia. Por ter desafiado a vontade de seu Pai negando se casar em um casamento arranjado Tzaboh foi mandada para Velantus na cidade de Dranadel que era a cidade mais longínqua e menos importante do Reino. Ela se tornou uma Paladina do Deus da Justiça aos 17 anos e aos 20 se tornou Regente do Reino de Velantus que enfrentava grandes problemas com as tribos nômades e com os goblinóides. Por ter-se tornado uma paladina ela abandonou o título de Princesa. 

Sobre Velantus

Velantus já foi o território mais perigoso em Acádia, pois é o lar de todas as tribos nômades, Orcs, Goblinóides e Gigantes bem como de inúmeros monstros.  Quando Tzaboh chegou ao reino, ela se deparou com muito desordem e muitos conflitos entre as tribos e entre as raças. E apesar das dificuldades ela conseguiu negociar a paz entre a cidade de Dranadel e todos as outras comunidades (Orc, Goblinóides, taurens, gigantes e os nômades), unificando Velantus sobre uma única bandeira a Justiça. Hoje devido ao grande prestigio que detém entre os nômades, os goblinóies e todas raças que compõe o reino Tzaboh fez de Velantus um reino estável e prospero. Isso fez com que o Rei Abbadon engolisse o orgulho e a honrasse com o titulo de "Protetora do Sul" reconhecendo seu valor. Com isso a coroa vem mandando grandes contribuidões para a fortificação da cidade e para que a paz seja mantida. 

Sobre a Capital a cidade Fortaleza, Dranadel:

Dranadel é a ultima cidade grande que existe ao sul pertencendo ao reino do rei Abbadon Augustus de Phelenor. Sendo também a rota de comercio menos valorizada, o que faz com que poucas caravanas partam para lá isso ocorre porque alem de ser a cidade mais afastada do reino Dranadel também faz fronteira com o território sem lei das tribos nômades, taurens, dos Goblinóides e dos Orcs. Apesar das dificuldades que a cidade enfrentou no passado ela se mantem forte e intacta graças a administração de Tzaboh Havock  Gremory de Phelenor. Ela transformou Dranadel em uma cidade fortaleza e de extrema importância tática nas defesas do reino e de Acádia. Tzaboh é uma paladina do deus da justiça ela conseguiu negociar a paz entre Dranadel e as comunidades Orc, Goblinóides, taurens e os nômades, sendo assim existe muita interação com raças não humanas na cidade o que faz a maioria dos comerciantes do reino ficarem temerosos em fazer grandes negócios em Dranadel, uma vez que você estará sujeito a se deparar com orcs, goblins, taurens e até mesmo gigantes perambulando pela cidade livremente. Portanto Dranadel não mantem um vasto comércio com as outras cidades do Reino mas em compensação a cidade mantem forte comercio com todas raças inteligentes que vivem além das fronteiras sendo assim a cidade se torna o local perfeito para quem esta procurando por coisas exóticas. Além disso Dranadel é uma cidade estratégica para a defesa do reino e dessa forma pode contar com uma grande verba anual da coroa que vem através do Banco Real, para a fortificação de seus muros, treinamento de seus guardas, reparo de suas sedes logísticas e manutenção de seu armorio. Isso faz de Dranadel, apesar de  tudo, uma cidade bastante rica e prospera. Uma das muitas curiosidades do lugar é que Dranadel possui uma arena onde muitas vezes a justiça da Regente é praticada. 

Outro segredo: 

O Dragão elemental da água Alquerion "o Inconstante " esta descansando no fundo do oceano Kádimo seu proximo movimento sera para o Oceano Urdico. 

Espero que tenham gostado!!
Até a próxima. 
Autor: MárcioLasombra

Nenhum comentário:

Postar um comentário