Bem Vindos

Ola amigos bem vindos a Arcanoteca um espaço para RPG, mitologia, contos e curiosidades, esperamos que gostem do nosso conteúdo e nos visitem com frequência. (amigos nós não temos pop ups por favor deixem o seu ADblock desativado para nosso site pois isso nos ajuda muito a manter a Arcanoteca)

sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Menu Mitos e Lendas: O Teleporte de Gil Perez

O TELEPORTE DE GIL PEREZ - Um incidente inexplicável no século XVI




Fonte: Mundo Tentacular 

Essa é para quem gosta de histórias estranhas e de incidentes no mínimo bizarros.

A veracidade desse relato é amplamente questionada por historiadores, sobretudo por ter sido uma estória que ganhou fama apenas um século depois do incidente supostamente ocorrer. Além disso, a estória é tão fantástica que apenas indivíduos com a mente aberta seriam capazes de conceber tal acontecimento. Não obstante, ela passou a constar em vários almanaques de época, sendo tratada como um incidente único, absurdo, contudo inexplicável. Registros documentais redigidos pelo Tribunal do Santo Ofício sobreviveram, atestando que o envolvido direto existiu e chegou a ser examinado pela Inquisição em 1596. 

quinta-feira, 29 de setembro de 2016

Menu Mitos e Lendas: Marie Laveau

MARIE LAVEAU

Marie Laveau (10 de setembro de 1782 - 16 de junho de 1881) foi uma conhecida praticante de vodu dos Estados Unidos, sendo chamada até hoje de Rainha dos Vodus.

Muito pouco é conhecido com algum grau de certeza sobre a vida de Marie Laveau. Supõe-se que ela nasceu no Bairro Francês de Nova Orleans, Louisiana em 1794, filha de um agricultor branco e uma mulher negra. Ela casou-se com Jacques Paris, um negro livre, em 4 de agosto de 1819; sua certidão de casamento foi conservada na Catedral de Saint Louis, em Nova Orleans.

Jacques Paris morreu em 1820, em circunstâncias não explicadas; após sua morte, Marie Laveau tornou-se cabeleireira e trabalhou para famílias brancas abastadas. Ela arranjou um amante, Luis Christopher Duminy de Glapion, com quem viveu até a morte dele, em 1835.

Sobre sua carreira como paranormal, pouco pode ser dito conclusivamente. Diz-se que tinha uma cobra chamada Zumbi. Tradições orais sugerem que a parte oculta de sua magia era uma mistura sincrética de crenças católicas com espíritos de cultos africanos e outros conceitos religiosos.

Alega-se também que seu suposto poder mágico provinha, na verdade, de uma rede de informantes nas casas dos figurões nas quais ela tinha trabalhado como cabeleireira, e que ela era dona de um bordel. Ela especializou-se em obter informações privilegiadas de seus patrões ricos ao, aparentemente, instilar medo nos servos destes a quem ela "curava" de males misteriosos (os quais ela pode ter causado ou sugerido, numa espécie de Síndrome de Munchausen profissional).

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Menu Mitologia Grega: Os Ventos Mitológicos Gregos

OS VENTOS MITOLÓGICOS GREGOS



Na mitologia grega, os ventos (em grego, Άνεμοι — "Anemoi") eram comandados por Éolo , deus dos ventos; tanto as brisas leves quanto as piores tempestades. A cada um era atribuído uma direção cardinal. Em especial a genealogia dos Quatro Grandes Ventos é controversa, por vezes são colocados como titãs, portanto filhos de Urano, o céu e Gaia, a terra. Entretanto existem outras descrições.
Em Hesíodo, os filhos de Astreu e Eos que são os ventos são apenas quatro: Zéfiro, Bóreas, Euro e Noto. Juntos formam os 4 pontos cardinais. 

terça-feira, 27 de setembro de 2016

Menu Curiosidades: Sentinela do Norte, Lar da mais perigosa e isolada Tribo do Mundo

SENTINELA DO NORTE - Lar da mais perigosa e isolada tribo do mundo




Fonte: Mundo Tentacular 

Na madrugada de 2 de agosto de 1981, um cargueiro com bandeira de Hong Kong navegando nas turbulentas águas da Baia de Bengala se chocou com um recife de coral. A embarcação chamada Primrose, acabou ficando encalhada. Não havia risco de afundar, mas ficou claro que o navio não iria a lugar algum sem ajuda. Os tripulantes enviaram um pedido de socorro e receberam resposta de que teriam de aguardar até a chegada do salvamento.

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Menu Mitologia Indiana: Brahmaparush

BRAHMAPARUSH


O Brahmaparush (ou Brahmaparusha) é um terrível e horripilante vampiro indiano. Este vampiro é um espírito malévolo que tem prazer em devorar seres humanos. Ele é extremamente cruel e consumido por uma sede de sangue, e uma fome de cérebros. 

Só a sua aparência já é grotesca e terrível; esses vampiros usam os intestinos de suas vítimas enrolados em seu pescoço. Eles também usam intestinos em volta da cabeça como uma coroa, mostrando seus troféus de vítimas anteriores. O Brahmaparush possui um orgulho doente de seus assassinatos.

O brahmaparush também é conhecido por carregar consigo um crânio humano. Quando ele ataca uma nova vítima, ele derrama o sangue do pescoço da vítima dentro do crânio. Após isso, ele irá beber o sangue, usando o crânio humano como um copo. Depois de ter drenado o sangue da vítima completamente, o vampiro irá então saciar-se com o cérebro dela. Logo após ele vai continuar a devorar cada parte do corpo, incluindo os ossos. Ao terminar a sua macabra refeição, ele vai enrolar o intestino de sua mais nova vítima em torno de sua cabeça e cintura, e fará uma dança ritual em torno dos cadáveres.

sábado, 24 de setembro de 2016

Menu Mitologia Grega: A Batalha de Maratona

A BATALHA DE MARATONA

Hoje trago a vocês mais um excelente vídeo do canal Foca na História 

A Batalha de Maratona foi um dos combates mais importantes da história ocidental. Descubra como se desenrolou uma das mais épicas batalhas da antiguidade entre gregos e persas. Conheça suas táticas e estratégias.

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

COMBOS DE D&D PARTE 03

COMBOS DE D&D PARTE 03 


Depois de um período peregrinando pelas entranhas da internet a procura de combos e progressões de D&D 3.5 (minha eterna paixão) trago para vocês alguns dos frutos de minhas pesquisas espero que gostem. Peço que corrijam nos comentários eventuais erros ou mesmo que postem suas idéias para a melhoria de alguns destes combos. Desde de já agradeço a sua participação. 


quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Menu Mitologia: O Tabuleiro de Ouija

O TABULEIRO DE OUIJA



No filme O Exorcista, uma jovem é possuída após brincar com um Tabuleiro de Ouija, um quadro de plástico ou de madeira, com as letras do alfabeto, números e algumas respostas básicas, como sim ou não. Ao se perguntar coisas ao tabuleiro, espíritos fazem mover um ponteiro ou um copo e apontam as respostas.Nos anos 60, muitas pessoas tornaram-se obcecadas pelos tabuleiros de Ouija, a ponto de fazer suas vendas crescerem mais do que os mais famosos jogos do momento.

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Menu Mitologia: Dahmpir

DHAMPIR


Protagonista do anime Vampire Hunter D
Os Dhampir , ou Dampiros (também conhecidos como Dunpeal ou "Daywalkers") são seres originários do antigo folclore Balcã, e existentes nos contos do povo cigano balcã. Dependendo do mito, podem ser o fruto de uma relação entre um vampiro e uma mulher humana, ou o filho de um Dampiro e um ser humano, tornando-o um terço vampiro. O termo "Dampiro" é um aportuguesamento recente do termo eslavo dhampir, que acredita-se ser derivado do albanês vamp, Dham, dhem, dhembe - "dentes" e pi, pire, "beber", assim dhampir significa "aquele que bebe com os dentes".

O  folclore diz que os dampiros nascem com todos os poderes de vampiros e nenhuma de suas fraquezas. Além disso, dampiros seriam capazes de ver vampiros, mesmo quando eles estão invisíveis, e acredita-se que eles são especialmente vocacionados para os matar. 

Um Dampiro é o híbrido perfeito de um vampiro. Eles são fortes, sem fraquezas e podem matar vampiros melhor do que qualquer outro. Por serem metade humanos, eles não estão restritos a andar somente à noite, podendo fazê-lo a qualquer hora do dia, pois a luz do sol não os afeta. Eles também possuem uma sede de sangue de seu próprio pai. 

Sobre a aparência dos dampiros, algumas lendas afirmam que ele são criaturas de vida curta, possuidoras de um corpo gelatinoso, sem ossos e unhas, e muito sujos. Eles não tem sombra e seus olhos são de cores não comuns, além de seus cabelos serem pretos, brancos ou prateados.É dito também que eles possuem uma profunda marca em suas costas. 

sábado, 17 de setembro de 2016

Menu Mitologia: Humbaba (Asírio / sumério)

HUMBABA

Humbaba (para os assírios) ou Huwawa (para os sumérios) era um gigante e monstruoso demônio e ou divindade, presente na mitologia mesopotâmica. Uma criatura de idade imemorial, Humbaba era filho do maligno deus Hanbi, e irmão do rei dos demônios dos ventos, Pazuzu. 

Enlil, o deus sumério do ar, nomeou Humbaba como o Guardião da Floresta dos Cedros, a morada dos deuses. Outros relatos afirmam que os deuses confiaram à Humbaba a floresta como seu domínio. 

De qualquer maneira, ele era o monstro e senhor das montanhas de cedros do líbano. Dado seus epítetos e sua lendária valentia, Humbaba pode ter sido originalmente uma divindade da natureza. 

Historicamente, os elamitas adoravam um deus chamado Terra Humba ou Hubaba, que se tornou Humbaba para os sumérios. Dessa forma não fica claro se Humbaba era originalmente um Demônio que foi cultuado como um deus, ou um Deus que foi transformado em demônio pela cultura de outro povo. O que sabemos era que esse mito se tratava de um ser extremamento poderoso e caótico que poderia muito bem ser tanto um Deus quanto um Demônio. 

Menu Vídeos: Drácula, Nerdologia História

Ola amigos da Arcanoteca hoje lhes trago mais um excelente vídeo do canal Nerdologia, espero que gostem !!

DRACULA - Nerdologia História 

quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Menu Mitologia: Jesus Existiu Realmente?

JESUS EXISTIU REALMENTE?




Fonte: Teoria da Conspiração
Texto de Ivani de Araujo Medina

Como este livro tem entusiasmado alguns quanto à existência histórica de Jesus Cristo, mesmo sem maiores expectativas, resolvi adquiri-lo para poder comentar. Logo de início, o, hoje, agnóstico Bart D. Ehrman se diz admirado com o questionamento a respeito de tal existência, pois como um estudioso do Novo Testamento, há mais de trinta anos, desconhecia a existência de uma bibliografia cética. Ele classifica os autores dessa bibliografia de miticistas, porque entendem Jesus como um mito. Estranhei essa abertura, porque como apenas um interessado pelo assunto eu sempre soube dessa antiga suspeita e que alguns haviam escrito a esse respeito. Mas seus livros eram difíceis de encontrar. Um dos exemplos curiosos dado por Will Durant quanto a esta desconfiança, além de Volney, é o de Napoleão que ao encontrar-se com o sábio alemão Wieland, em vez de assunto de política e guerra perguntou-lhe se acreditava na historicidade de Cristo. (DURANT, 1971, p. 433).

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Menu Artigos: Apologia aos Objetivos Individuais e Liberdade Controlada

APOLOGIA AOS OBJETIVOS INDIVIDUAIS E LIBERDADE CONTROLADA



Autor: Daniel "Dantas" Dantas
Na net: www.projetogurps.com.br
E-mail: dantas5@gmail.com

"Um dia, os vilões que amedrontavam a cidade foram eliminados, exilados e/ou condenados, sendo assim, sem ter com quem lutar, ele, do alto de seu castelo, tornou-se passivo. Apenas vigiando o mundo que rodava embaixo de seu nariz."
"Então, ao pensar estar acabado. Buscando paz e distância após "acabar" com todos os problemas do universo, na visão de seu patrono, claro!, ele pára. Foge. E vai ser fazendeiro em algum lugar isolado do mundo."

terça-feira, 13 de setembro de 2016

Menu Mitologia Grega: Aporia. O Daimon da Dificuldade

APORIA, o Daimon da Dificuldade

Aporia era um daimon da dificuldade, a perplexidade e da impotência. Ela estava intimamente associada com Amekhania, o desamparo. Seu homólogo era Poros, o discernimento. 

Certo dia, enquanto Hércules caminhava por uma passagem estreita ele encontrou Aporia que tentava obstruir seu caminho. Como era pequena, Hércules tentou esmagá-la com seus grandes pés mas cada vez que que tentava esmagá-la, Aporia dobrava seu tamanho.

Aporia expandiu a tal ponto que bloqueou a estreita estrada. Hércules não conhecia Aporia e ficou espantado com aquele fato. Pedindo ajuda, Athena veio em seu socorro dizendo-lhe:

- Hércules, não fique tão surpreso. Essa coisa que trouxe a sua confusão é Aporia - a dificuldade. Se você deixá-la sozinha, ela naturalmente diminuirá seu tamanho. Ultrapasse-a e siga seu caminho, não se detenha diante dela. Mas se você decidir combatê-la, então ela se tornará sempre maior, pois sua finalidade é impedir que você prossiga!

segunda-feira, 12 de setembro de 2016

Menu Mitologia Egípcia: A Cerveja no Antigo Egito

A CERVEJA NO ANTIGO EGITO



A cerveja era parte da dieta cotidiana dos faraós egípcios há mais de 5.000 anos. Ela era apreciada por adultos e crianças. O uso da cerveja na sociedade egípcia, no entanto, ia muito além do que apenas como bebida. Muitas vezes, era prescrita para tratar várias doenças. Considerava-se a cerveja o presente mais adequado para se dar aos faraós egípcios e também era oferecida aos deuses.

sábado, 10 de setembro de 2016

sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Menu Artigos: Classificação de NPCs

CLASSIFICAÇÃO DE NPCS



Autor: Lisandro Bereguer Grassi
Este artigo saiu originalmente publicado na "Revista de Qué?" #6 01/06/1994.
Fonte: http://www.juegosdeque.com.ar/masters/mastclasifpnj/mastclasifpnj.html
Tradução e adaptação: Daniel Dantas
Na net: www.projetogurps.com.br

Hoje quero falar de alguém (ou melhor, alguéns) que, muitas vezes, são humilhados pelos PCs, mas são fundamentais em qualquer aventura: os personagens não jogadores (NPCs). Para isto, arrumei uma pequena classificação que possibilita compreender as funções de cada tipo de NPC e saber como utilizá-los melhor.

quarta-feira, 7 de setembro de 2016

Menu Mitologia Grega: Antígona e Creonte

ANTÍGONA E CREONTE

Antígona era uma das filhas do Rei Édipo de Tebas, nascida da sinistra e trágica união entre Édipo e sua mãe Jokasta. Apesar de sua origem sombria, Antígona tinha um caráter leal e amoroso. Quando ocorreu a derradeira expulsão de Édipo do reino de Tebas, cego e perseguido pelas fúrias, Antígona guiou seu pai durante os anos em que ele vagou por várias terras.

Os irmãos de Antígona, Polinices e Etéocles, foram eleitos para reinar alternadamente, mas após o primeiro ano de reinado Etéocles se recusou a passar o reinado ao seu irmão além de expulsá-lo da cidade. Entrando em confronto direto, Polinices e Etéocles feriram-se mutuamente e morreram. Seu tio Creonte, irmão de Jokasta, assumiu o trono declarando-se Rei de Tebas e assegurou o sepultamento de Etéocles conforme os costumes da cidade. No entanto, proibiu que Polinices fosse sepultado, já que havia a crença de que sua sombra permaneceria vagando às margens do Rio Estige.


O adivinho Tiorésias tentou convencê-lo a revogar sua decisão, mas Creonte se mostrou irredutível. As ordens do rei não deveriam ser desobedecidas e quem ousasse fazê-lo seria enterrado vivo. Porém Antígona desejava uma cerimônia de sepultamento para seu irmão Polinices porque compreendia os motivos que o haviam levado a Tebas. Antígona mandou construir uma pira e sobre ela colocou o corpo de Polinices seguindo o ritual para libertar a alma do irmão. Quando o Rei Creonte viu as chamas da pira, surpreendeu Antígona e a condenou a ser enterrada viva.

terça-feira, 6 de setembro de 2016

Menu Mitologia: Asmodeus

ASMODEUS

Considerado um dos demônios mais temidos do Inferno, é um dos demônios mais antigos, da luxuria, da sensualidade, dos ciúmes, da fornicação, da ira, da vingança, e dos jogos, que não perde muito tempo com conversas ou diálogos.

Pertence a casta de demônios mais poderosos, é tido como um dos cinco príncipes do inferno, abaixo de Lúcifer -o imperador. Asmoday é o 32º espírito da Goetia.
Asmodeus é o preferido de Amaymon. Quando convocado, Amaymon tentará iludi-lo (ao praticante).

O seu nome significa o “Sopro ardente de Deus”.
Algumas fontes dizem que Asmodeus era um anjo caído, tendo a condição de Serafim ou Querubim, antes da sua queda.

Nas antigas tradições apócrifas, Asmodeus seria filho de Adão o primeiro homem, e de Lilith, enquanto ela ainda era sua esposa e ambos viviam no paraíso.
Mais tarde Lúcifer veio a possuir Eva, e desse segundo relacionamento sexual nasceu Caim. Assim, Caim e Asmodeus são por isso os primeiros primogênitos da história humana, ambos condenados aos domínios infernais.

Segundo uma lenda judaica: a sua mãe seria uma mulher mortal, Naamah, e o seu pai um dos anjos caídos. Outros escritores judaicos, dizem que o demônio Asmodeu surgiu do incesto de Tubal Cain com a sua irmã Noema.

segunda-feira, 5 de setembro de 2016

Menu Artigos: Argumentos universais para uma aventura

ARGUMENTOS UNIVERSAIS PARA UMA AVENTURA 



Autor: Andrés Palomino
Fonte: Aqui
Tradução e adaptação: Daniel Dantas
Na net: Projeto Gurps

Todo o mestre tem em algum momento de sua vida a sensação de que não sobra nada a explorar, que todas suas idéias geniais se esgotaram, que não se pode fazer uma aventura sem que seus jogadores habituais lhe olhem com cara de tédio. É a hora de correr aos argumentos universais.

sábado, 3 de setembro de 2016

Menu Mitologia Grega: Apolo e Marpessa

APOLO E MARPESSA

No tempo em que os deuses do Olimpo ainda desciam à terra em busca do amor das belas mortais, Apolo tinha tudo para ser o mais cobiçado. Além de ser a divindidade responsável pela cura das doenças e dos ferimentos, Apolo também presidia tudo o que se referia à música, ao canto e à poesia, sempre na companhia das musas. 

Apolo tinha a figura serena, que era a encarnação do equilíbrio harmonioso entre o intelecto e a beleza física. Os artistas sempre o representaram como um homem jovem, de porte atlético, com feições refinadas e um semblante inteligente - um verdadeiro modelo de beleza viril. Era difícil imaginar que alguma mulher, pudesse resistir a um homem assim.

Marpessa era uma princesa de extraordinária beleza e Apolo se apaixonou tanto por ela que, numa atitude sem precedentes, pediu-a em casamento. Porém Idas, um principe que era apenas um mortal, também tinha feito o seu pedido de casamento. 

Como era inevitável, os dois rivais se defrontaram. Apesar de desigual, a terrível luta chamou a atenção de Zeus que se viu obrigado a interferir na briga dos pretendentes. A princesa Marpessa foi incumbida de escolher com quem se casaria e surpreendentemente ela escolheu Idas.

sexta-feira, 2 de setembro de 2016

Menu Alquimia: O Caminho Alquimico do Tao

O CAMINHO ALQUÍMICO DO TAO





Definir ou delimitar o conceito do Tao (ou Dao) da filosofia oriental, é no mínimo uma tarefa paradoxal, afinal ‘O tao que pode ser expressado, não é o tao absoluto’. É um conceito muito antigo, adotado como princípio fundamental do taoismo.

Tao (em chinês: 道; Wade-Giles: tao; pinyin: dao) significa, traduzindo literalmente, o caminho, mas é um conceito que só pode ser apreendido por intuição. O tao não é só um caminho físico e espiritual; é identificado com o absoluto que, por divisão, gerou os opostos/complementares Yin e Yang, a partir dos quais todas as “dez mil coisas” que existem no Universo foram criadas.

quinta-feira, 1 de setembro de 2016

Menu Mitologia Grega: Arethusa, a fonte da individualidade

ARETHUSA, a fonte da individualidade 



Arethusa significa "a que rega". Ela era uma ninfa, filha de Nereu que a tornou uma Nereida, atendente casta de Artemis. Chegando a um rio de águas cristalinas, Arethusa despiu-se e mergulhou nas águas frescas e serenas. Durante algum tempo nadou tranquilamente de um lado a outro. Logo depois, sentiu que algo se agitava sob as águas; depois, teve a impressão de que alguma coisa se agitava logo abaixo dela, e, assustada, saltou para a margem. Ouviu então uma voz que lhe dizia: "Por que tanta pressa bela jovem?"