Bem Vindos

Ola amigos bem vindos a Arcanoteca um espaço para RPG, mitologia, contos e curiosidades, esperamos que gostem do nosso conteúdo e nos visitem com frequência. (amigos nós não temos pop ups por favor deixem o seu ADblock desativado para nosso site pois isso nos ajuda muito a manter a Arcanoteca)

quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Menu Mitos e Lendas: A Execução de Ketchum

A EXECUÇÃO DE KETCHUM - O mais medonho enforcamento do Velho Oeste. 

Post Original: Mundo Tentacular




O Velho Oeste não foi, de modo algum, uma época pacífica. Ele estava repleto de notórios foras da lei e pistoleiros que não pensavam duas vezes antes de sacar seus revólveres e disparar contra qualquer um que os provocasse.

Existem incontáveis histórias de crimes e mistérios que não foram solucionados no Velho Oeste, e Hollywood sem dúvida tentou romancear o período. Glorificado pelos filmes de cowboys, vários homens da lei, bandoleiros, caçadores de recompensa e mal feitores se tornaram parte da cultura pop e suas histórias, muitas vezes exageradas ou incrivelmente imprecisas, continuam a cativar audiências.

quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Menu Mitologia Oriental: Nüwa

NÜWA




Nu Kua, Nu Gua ou Nüwa, é deusa na mitologia chinesa que criou a humanidade. Muito poderosa, metade humana e metade serpente. Ela é associada à chuva, poças de àgua, lagoas, lagos e outros lugares onde as àguas param e são populadas por criaturas anfíbias e peixes.

Há cerca de seis ou sete mil anos havia um mito universal de que todos os seres eram provenientes do útero de uma Mãe Cósmica tal mito da criação universal teve lugar durante uma fase informe do mundo, aonde nada podia ainda ser identificado.

Inicialmente cultuada na Índia, como Kali, a Mãe Informe, recebeu depois o nome de Tiamat (Babilônia), Nu Kua (China), Temut (Egito), Têmis (Grécia pré-helênica), e Tehom (Síria e Canaã), sendo este último o termo usado mais tarde pelos escritores bíblicos para Abismo. 

terça-feira, 21 de novembro de 2017

Menu Mitologia Egípcia: Neith

NEITH




Na mitologia egípcia, Neith' (também denominada de Nit) é a deusa da guerra e da caça, criadora de Deuses e homens, divindade funerária e deusa inventora.

Neith, também chamada Tehenut, é uma antiga Deusa egípicia cujo culto provém do período pré-dinástico, na qual tinha forma de escaravelho, depois foi deusa da guerra, da caça e deusa inventora. Platão afirmou que em Saís, Atena fundia-se com Neith, pelos atributos da guerra e da tecelagem, e tinham um mesmo animal simbólico, a coruja.

segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Menu Mitologia Oriental: Erlang Shen

ERLANG SHEN


Erlang Shen, é um deus chinês com um terceiro olho na testa que vê a verdade. É uma divindade beligerante e sempre empunha uma espada de três pontas e mantém seu fiel “Cão Celestial Sagrado” ao seu lado, que o ajuda a subjugar espíritos malignos. 

Derrotou Sun Wukong que se rebelou contra o Imperador de Jade. Assim como o deus macaco, podia se transformar em animais diferentes. Destruiu inúmeros dragões e demônios. Também era bem feitor da humanidade.

sábado, 18 de novembro de 2017

Menu Vídeos: Píramo e Tisbe

PÍRAMO E TISBE

Mais um ótimo vídeo do canal Foca na História. Hoje lhes trago o mito grego que inspirou o clássico Romeu e Julieta. 

sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Menu Mitologia Oriental: Houyi

HOUYI




Houyi (后羿), anteriormente romanizado como Hou-i, foi um Arqueiro Chinês Mitológico. Ele também era conhecido como Shenyi e simplesmente como Yi (羿). Ele às vezes é retratado como um Deus do tiro com Arco e flecha vindo do céu para ajudar a humanidade. Sua esposa, a Chang'e, era uma divindade lunar. Na mitologia Chinesa, o sol às vezes é mostrado como um Corvo-de-três-pernas chamado de pássaro solar. Existiam dez destes pássaros, cada um dos quais são descendentes de Di Jun, Deus do Céu Oriental. Os dez corvos viviam numa amoreira no Mar do Leste; a cada dia, um deles daria a volta ao mundo em uma carruagem, conduzida por Xihe, Mãe de Sóis. Eventualmente, os pássaros se cansaram da rotina e decidiram que todos eles deveriam subir ao mesmo tempo. O calor na terra tornou-se intenso. Como resultado, as plantações murcharam nos campos. Lagos e lagoas secaram. Humanos e animais não humanos se encolhiam em abrigos ou em colapso por exaustão. O tempo passou e o sofrimento continuou. O imperador Yao decidiu interceder por intervenção divina e pediu ajuda de Di Jun.