Bem Vindos

Ola amigos bem vindos a Arcanoteca um espaço para RPG, mitologia, contos e curiosidades, esperamos que gostem do nosso conteúdo e nos visitem com frequência. (amigos nós não temos pop ups por favor deixem o seu ADblock desativado para nosso site pois isso nos ajuda muito a manter a Arcanoteca)

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Mitologia Grega: Hellena de Troia

HELENA DE TROIA

Segundo a mitologia, a jovem Helena era filha de Zeus e da rainha Leda. Ela tinha uma irmã gêmea, Clitemnestra, que viria a ser a esposa de Agamenon de Micenas. E tinha mais dois irmãos, Castor e Pólux. Seu pai adotivo era o rei Tíndaro de Esparta. Por ser filha de Zeus, Helena tinha a beleza estonteante das deusas, causando o desejo dos homens e a inveja das mulheres.
Anos antes, em Tróia, nascia Alexandre, filho do rei Príamo. Ele tinha, dentre outros, dois irmãos, Heitor e Cassandra. Esta previu a seu pai que Alexandre seria a ruína de Tróia, e no exato momento de seu nascimento bradava: "Mate-o! Mate-o!" Príamo, que tinha fé nas visões de Cassandra, mandou que jogassem o bebê de um precipício. O servo não teve coragem e o deixou numa rocha de uma ilha distante. Quem o encontrou foi o pastor Agesilau, que lhe deu o nome de Páris. O garoto também era muito bonito, e se tornou um pastor de ovelhas. Quando cresceu, foi atrás de uma ovelha perdida, adentrando numa caverna. Lá deu-se com as deusas Hera e Atena, que lhe subornaram para saber quem era a mais bela. Prometeram riquezas e sabedoria, mas Afrodite, deusa do amor, também estava lá, e prometeu-lhe o amor da mais bela mulher: Helena. Este, é claro, aceitou.
Numa competição, Páris foi descoberto como sendo Alexandre, e Príamo reconsiderou-o como seu filho legítimo, para a tristeza de Cassandra. Como príncipe, ele fazia muitas viagens em nome do rei. Uma destas visitas foi a Esparta. Nesta época, Menelau já havia se casado com Helena. Como era de se esperar, a promessa de Afrodite se cumpriu e Páris e Helena amaram-se de forma visceral, fugindo de livre e espontânea vontade para Tróia. Agamenon disse a Menelau que ele deveria declarar guerra à Tróia, por sua honra, e as deusas rejeitadas, Hera e Atena, viriam a ajudar. Com a ajuda de Odisseu, Agamenon e Menelau convocaram toda a Grécia para cercar Tróia. Mas os ventos não estavam bons, e um vidente disse a Agamenon que sua filha Ifigênia deveria ser sacrificada pelo próprio pai, que assim o fez. Deu certo e todos foram para Tróia. Por dez anos, nenhuma tentativa deu certo, até que Odisseu teria a magnífica ideia: construir um gigantesco cavalo de madeira oco onde os melhores guerreiros ficariam escondidos e prontos para atacar.
Este cavalo foi apresentado aos troianos comoum presente dos gregos, que haviam "perdido" a guerra. Felizes, os troianos adentraram o cavalo em seus muros, e fecharam os portões, e festejaram até tarde da noite. Bêbados, caíram no sono. Aproveitando a chance, os gregos realizaram seu saque e levaram junto Helena. Esqueci-me do importante detalhe: para vingar Heitor, que havia sido morto por Aquiles, o herói filho da deusa Tétis e do mortal Peleu, Páris o matou com uma flechada no calcanhar, que sua mãe cobrira com os dedos no "banho da imunidade", deixando esta área sensível. Logo depois do final da guerra, Menelau estava se retirando de Tróia quando encontrou Páris e Helena juntos, na poeira. Ele pegou sua esposa e matou o rival. Mais tarde, Helena teria uma filha com Menelau, que se chamara Hermíone.

Nenhum comentário:

Postar um comentário