Bem Vindos

Ola amigos bem vindos a Arcanoteca um espaço para RPG, mitologia, contos e curiosidades, esperamos que gostem do nosso conteúdo e nos visitem com frequência. (amigos nós não temos pop ups por favor deixem o seu ADblock desativado para nosso site pois isso nos ajuda muito a manter a Arcanoteca)

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Mitologia Grega: Teseu e o Minotauro

TESEU E O MINOTAURO


O mito de Teseu e o Minotauro,  um mito que fala sobre coragem e amor e traição.
Tudo começou quando Minos ficou indgnado ao saber que Dédalo e Ícaro tinham fugido e como Dédalo era ateniense, o rei de Creta resolveu punir o povo de Atenas.
O Minotauro, criatura com cabeça de touro e corpo de homem, era mantido preso pelo rei Minos no centro do labirinto construído por Dédalo sob o palácio de Creta. E um dos problemas do rei era fornecer alimento ao monstro, que se alimentava principalmente de carne humana. Assim, o rei decretou que a cada ano, 7 moças e 7 rapazes deveriam ser enviados de Atenas para alimentar o Minotauro. Egeu era então o rei de Atenas. Seu filho, Teseu, cerrava os punhos, enraivecido toda vez que via um navio a vela partindo para Creta levando as jovens vitimas. Indignado com tudo isso, Teseu pediu que fosse levado para o labirinto, seu pai, Egeu, discordou com a idéia, afinal Teseu era seu único filho e se ele morresse no labirinto não haveria ninguém para governar Atenas. Porem Teseu disse que não pretendia morrer,e que iria matar o Minotauro. Então Teseu decidiu que no próximo ano seria uma das quatorze vitimas.
No dia da triste partida, Teseu combinou com seu pai que se estivesse morto, o navio retornaria ao porto com as velas negras de sempre e se estivesse vivo as velas seriam brancas. Assim que chegaram em Creta os jovens foram levados a presença de Minos. O rei de Creta queria saber se algum deles desejava pedir clemência, porem Teseu disse as seguintes palavras “Você nunca ofereceu clemência antes, por que o faz agora? Preferimos morrer em pé a nos ajoelhar aos seus!”. As palavras encorajaram seus companheiros que o apoiaram. Então o rei Minos ordenou que eles fossem levados ao labirinto para ver se eles continuariam corajosos frente a frente com o Minotauro.
Ariadne, filha de Minos, observava tudo de trás de uma tapeçaria. E apesar de abominar as crueldades do pai, não conseguia se rebelar contra ele. As palavras de Teseu deram-lhe coragem também, e ela logo pensou em um jeito para salvar a vida do garoto. Durante a noite, Ariadne foi até a torre escura onde os jovens estavam presos. Chegando lá ela entregou um pacote a Teseu, e nesse pacote havia uma espada capaz de quebrar a mágica do Minotauro e um novelo de linha para guiá-lo no caminho de volta. Antes do amanhecer do dia seguinte, Teseu e seus companheiros foram levados para o labirinto. Ao entrar no labirinto, Teseu amarrou a ponta da linha em uma saliência na parede e então seguiram labirinto a dentro em busca do Minotauro. De repente um vulto surgiu da escuridão bloqueando o caminho, era o monstro, então Teseu gritou “Não tenho medo de você!!!” e com uma sequência de golpes matou o Minotauro. Com a morte do Minotauro, eles deveriam embarcar logo de volta para Atenas antes que o pai de Ariadne descobrisse o ocorrido.
Teseu pegou Ariadne pela mão e juntos eles embarcaram rumo a Atenas. Quando o rei de Creta descobriu que o Minotauro estava morto, e sua filha havia desaparecido, mandou sua frota inteira atrás do navio de velas negras, porem já era tarde, os atenienses estavam muito longe. Atena mandou bons ventos para a viagem de volta dos atenienses. Eles param na ilha de Naxos para reabastecer os suprimentos do navio. Enquanto os marinheiros preparavam o navio para o resto da viagem, Teseu e Ariadne foram passear pela praia. Durante o passeio Ariadne disse a Teseu que não via a hora de chegar e Atenas para preparar o casamento dos dois, porem Teseu queria uma esposa que lhe desse riquezas e Ariadne havia perdido o dote do pai.
Quando Ariadne pegou no sono, Teseu saiu correndo de volta para o navio e zarpou com os marinheiros rumo a Atenas, deixando Ariadne presa na ilha. Do alto do monte Olimpo, Atena viu tudo e jogou um feitiço de esquecimento sobre o navio.

Depois de semanas de viagem, o navio entrou no porto de Atenas. Sentado em um rochedo, Egeu esperava pela chegada do filho, porem quando viu as velas negras do navio achou que seu filho estava morto e jogou-se no mar. Teseu viu seu pai caindo do rochedo e lembrou do que havia combinado com o pai, e eram velas pretas que estavam insadas. Teseu chorou por seu pai assim como Ariadne chorou por ter sido abandonada sozinha em uma ilha. Ariadne encontrou um marido muito melhor que Teseu jamais poderia ser, se casou com o deus Dionisio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário