Bem Vindos

Ola amigos bem vindos a Arcanoteca um espaço para RPG, mitologia, contos e curiosidades, esperamos que gostem do nosso conteúdo e nos visitem com frequência. (amigos nós não temos pop ups por favor deixem o seu ADblock desativado para nosso site pois isso nos ajuda muito a manter a Arcanoteca)

quarta-feira, 20 de abril de 2016

Menu Contos: Ataque de Saci

ATAQUE DE SACI



Carlos alugou uma casa para morar com Érika, a mulher com quem acabou de se casar. A casa possui varanda e um quintal bem grande com muitas plantas e algumas árvores. As cercas nos fundos são de arame, e é possível ver o quintal da casa vizinha. Nessa casa, mora um senhor chamado Mario, com quem Carlos fez amizade. Mario apresentou Carlos a outros vizinhos, e logo passaram a se reunir aos finais de semana, para beber e conversar até tarde. Conversavam sobre vários assuntos, desde esportes até histórias de fantasmas. Em uma dessas conversas, um dos vizinhos contou que certa vez, acordou com o seu cachorro latindo muito, mas com receio que fosse um ladrão, continuou dentro da casa. Mas o que ele estranhou foi que, a pessoa que estava lá fora, parecia ficar pulando de um lado para o outro sem parar. Aquilo ficou lá por um tempo, pulando, pulando, e só quando o dia começou a clarear, o barulho dos pulos cessou. Não dando muita importância para esse assunto, os encontros continuavam toda semana.

Em uma madrugada de sábado, depois que todos foram para suas casas, Carlos e Mario ainda ficaram conversando por muito tempo, até que por volta das quatro da manhã, o cão pastor alemão de Mario começou a rosnar e a latir incessantemente. Mario foi até o quintal, e como estava muito escuro, apenas soltou o cão da coleira. O cachorro correu para os fundos do quintal e continuou latindo e rosnando sem parar. Mario e Carlos ficaram parados olhando para os fundos do quintal sem saber o que estava acontecendo, pois não dava pra ver muita coisa. Depois de ficar durante um bom tempo latindo, o cão decidiu atacar. 

O grande pastor alemão correu para o lado mais escuro do quintal, mas de alguma forma, quem ou o que estava lá, conseguiu arremessá-lo violentamente contra o chão. E assim foi repetidas vezes. O cão corria para os fundos, e logo depois, era lançado para trás novamente. Até que se machucou e voltou correndo para perto de seu dono. Mario correu para dentro da casa, pegou sua espingarda, voltou e foi caminhando bem devagar em direção aos fundos do quintal. Ele ficou perguntando quem estava ali, e também dizia que estava armado e que iria atirar. Mas ninguém respondeu. Minutos depois, Mario passou a escutar alguns sons estranhos. Parecia que alguém pulava de um lado para o outro, igual ao que seu amigo havia descrito alguns dias atrás. 

O que o deixou ainda mais assustado. Carlos continuava parado sem saber o que fazer, até que de repente, Mario deu um enorme grito. Mario tentou correr, mas algo atacou pelas costas e o derrubou. Ele gritava desesperadamente por ajuda, mas Carlos, apavorado, mal conseguia se mexer, e apenas ficou olhando. A criatura largou Mario desacordado e começou a ir em direção a Carlos, que mesmo apavorado, notou que aquele ser, era um homem negro, que tinha os olhos vermelhos e parecia possuir apenas uma perna. Carlos correu para a sua casa, trancou portas e janelas, chamou Érika e se trancou em um quarto. 

O homem ficou batendo nas portas e nas janelas, e Carlos tremendo de medo, ficou encolhido com sua esposa em cima de uma cama rezando para que aquilo acabasse logo. Podiam-se ouvir os sons dos pulos que aquele ser ficava dando em volta da casa. Aquilo ficou lá por um longo tempo, e os sons só pararam, quando começava a amanhecer. Ainda receoso, Carlos saiu da casa e encontrou Mario no chão do quintal. Ele estava muito machucado, com vários arranhões nas costas. Ele foi hospitalizado, mas logo se recuperou. Carlos pesquisou e acabou encontrando um homem que conhecia do assunto. 

Esse homem pediu para Carlos colocar uma cruz em cada canto do quintal. Ele disse que isso afastaria aquilo da casa. O homem, que conhecia muito sobre assuntos sobrenaturais, disse que não era a primeira vez que alguém passava por isso. Ele disse que Mario e Carlos foram atacados por um saci.

Nenhum comentário:

Postar um comentário