Bem Vindos

Ola amigos bem vindos a Arcanoteca um espaço para RPG, mitologia, contos e curiosidades, esperamos que gostem do nosso conteúdo e nos visitem com frequência. (amigos nós não temos pop ups por favor deixem o seu ADblock desativado para nosso site pois isso nos ajuda muito a manter a Arcanoteca)

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

Menu Mitologia Nordica: Heimdall

HEIMDALL

O surgimento deste deus é obscuro, pois o poema que continha a descrição desta história se perdeu no tempo. Sabe-se que Heimdall é filho das "nove mães", conhecidas como "donzelas das ondas" e supostamente o pai era Odin, que em certa época era amante das donzelas das ondas.

Heimdall é dotado de incrível visão e audição, consegue por exemplo enxergar perfeitamente durante a noite, e podia ouvir por exemplo a grama crescendo em Midgard. Outra característica interessante era que ele não precisava dormir, dessa forma se mantinha em alerta o tempo todo. Conta o Edda em prosa que ele guardava seu ouvido na fonte de Mimir, e por isto podia ouvir tudo o que acontecia nos nove mundos de Yggdrasil.

Conta as lendas que Heimdall teria ido a Midgard sobre a persona de Rig, e lá ele se hospeda na casa de três familias distintas (uma humilde, outra mediana e a ultima muito rica), e ele dormiu na cama do casal entre o homem e a mulher, e assim passados nove meses, nasceu um filho em cada família, sendo estes os ancestrais de cada casta, os servos, os camponeses donos de terras, e os nobres e chefes das tribos.

No Ragnarök, Heimdall enfrentará seu inimigo eterno inimigo, o deus da trapaça, Loki, e a este ele vencerá, porém após a peleja, acabará morrendo pelos ferimentos sofridos durante o combate.

Não há indícios de um culto ao deus Heimdall, sabe-se que sua principal atribuição era guardar a ponte Bifrost ou ponte do Arco-iris, que leva ao mundo dos Aesir. E também que deveria tocar sua corneta Gjallarhorn se qualquer inimigo se aproximasse e também para avisar aos deuses que o Ragnarök iria começar.

Heimdall era descrito como sendo alto, de cabelos escuros, queimados pelo sol, rosto pouco enrugado. estia uma túnica branca, usando botas de pele de foca, ainda utilizando pulseiras de ouro e prata nos braços. Carregava em uma das mãos uma pesada espada.

Runas Associadas: Kenaz, Raidho, Algiz, Mannaz, Dagaz;
Símbolos: corneta, chifre de soprar (no Brasil berrante), elmo, espada, portal, ponte, mar, arco-íris, a via Láctea, e a estrela Regulus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário