Bem Vindos

Ola amigos bem vindos a Arcanoteca um espaço para RPG, mitologia, contos e curiosidades, esperamos que gostem do nosso conteúdo e nos visitem com frequência. (amigos nós não temos pop ups por favor deixem o seu ADblock desativado para nosso site pois isso nos ajuda muito a manter a Arcanoteca)

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Menu Mitologia: Tristão e Isolda

TRISTÃO E ISOLDA

Tristão é um cavaleiro, órfão e entregue aos cuidados do seu tio Marc, rei da Cornualha,uma província Britânica que o transformou num cavaleiro da Távola Redonda.Numa das suas batalhas, após ter vencido o gigante Morholt, Tristão ficou gravemente ferido e só a rainha da Irlanda, uma grande inimiga de seu tio que tinha o dom da cura,o podia salvar. Antes de se dirigir ao castelo da Rainha, Tristão disfarçou-se de músico,tomou o nome de Tãotris e tornou-se professor de música da princesa Isolda, a Loura.Tristão, já curado, matou um cruel dragão, em Weisefort, na Irlanda, e voltou para o castelo de seu tio Marc, a quem descreveu a beleza de Isolda com a qual o jovem tinha ficado impressionado. Para acabar com a inimizade entre os dois reinos Marc mandou Tristão ao Reino da Irlanda pedir a mão de Isolda em casamento.
A Rainha da Irlanda concordou, mandou organizar um banquete e preparar uma poção do amor para Marc e Isolda. Porém por engano o copo com a poção do amor que estava destinado a Marc foi parar às mãos de Tristão, e logo que os dois beberam a respectiva poção apaixonaram-se perdidamente um pelo outro.

Apesar do sucedido o casamento de Isolda e Marc prosseguiu, mas Tristão e Isolda não conseguiam controlar o desejo de estar juntos e começaram a encontrar-se secretamente.
Passado algum tempo foram descobertos e Tristão foi expulso do Reino.
Tristão foi para França, onde se casou com uma outra jovem também chamada Isolda.A jovem, que era conhecida como Isolda, a das Mãos Brancas, nunca conseguiu ver retribuído o amor que sentia por Tristão e este nunca consumou o casamento, dado que continuava fiel ao seu primeiro amor.

Por conseguinte noutra batalha ficou gravemente ferido e mandou chamar a sua amada Isolda, a Loura, que também tinha o Dom da cura para lhe curar. A mulher de Tristão,Isolda, a das mãos brancas, com ciúmes enganou Tristão dizendo-lhe que a outra não viria, já que estava morta.
Tristão não suportou a perda e morreu de desgosto. Quando Isolda, a Loura, chegou para curar Tristão encontrou-o sem vida e abraçada ao corpo deste morreu também.
Foram enterrados lado a lado e diz a lenda que das sepulturas nasceram duas árvores que cresceram entrelaçadas para que nunca fossem separadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário