Bem Vindos

Ola amigos bem vindos a Arcanoteca um espaço para RPG, mitologia, contos e curiosidades, esperamos que gostem do nosso conteúdo e nos visitem com frequência. (amigos nós não temos pop ups por favor deixem o seu ADblock desativado para nosso site pois isso nos ajuda muito a manter a Arcanoteca)

sábado, 7 de novembro de 2015

Menu Mitologia Grega: As Keres

AS KERES

Keres, demônio feminino da morte violenta e das doenças, que arrancam as almas dos moribundos

Na mitologia grega, as Queres , são espíritos femininos, filhas de Tânato , que as teve sem unir-se a outra deusa, tal como foi gerada pelo deus primordial Caos. Entretanto, em alguns livros é possível encontrar variantes de geneologia, entre as quais que seriam filhas de Nix.

As Keres simbolizam o destino cruel, fatal e impossível de escapar, são deusas que trazem a morte violenta aos mortais. Elas possuem a índole de todo descendente de Caos, são infalíveis.

Alguns relatos mitológicos, as trazem como mensageiras de Tânato, agiando no reino de Hades ao lado das Erínias. Entretanto, tais deusas são irmãs de Tânato, sendo deuses de perfis diferentes. Tânato era o responsável pela morte tranquila, por isso também sua associação à Hipnos. Já as Queres eram deusas responsáveis por levar os mortos do campo de batalha, portanto vem como a morte antes do tempo, a morte cruel. Assim, quando Ares partia para Grandes Guerras convocava as Keres, já que faziam parte de seu cortejo. Após a batalha devoravam os mortos ou seu sangue e levavam as almas ao inferno.

Nas artes, eram representadas aladas (como a maioria dos filhos da deusa Nix), e tinham aspecto horrendo, com grandes caninos, tais como os vampiros na acepção moderna, e unhas aduncas. No Renascimento, foram confundidas com as Erínias.
Entre as personificações destrutivas estão (nem todos são chamados Keres);

Anaplekte (morte rápida),
Akhlys (névoa da morte),
Nosos (doença),
Ker (destruição),
Stygere (ódio).

E as queres modernas:

Híbris (orgulho),
Limos (fome),
Poinê (castigo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário