Bem Vindos

Ola amigos bem vindos a Arcanoteca um espaço para RPG, mitologia, contos e curiosidades, esperamos que gostem do nosso conteúdo e nos visitem com frequência. (amigos nós não temos pop ups por favor deixem o seu ADblock desativado para nosso site pois isso nos ajuda muito a manter a Arcanoteca)

sábado, 18 de março de 2017

Menu Mitologia Indiana: Airavata

AIRAVATA



Airavata (ou Airavana)  é na mitologia hindu o rei dos elefantes, e a montaria do deus Indra. Ele também é chamado de Ardh-Matanga (elefante das nuvens), Arkasodara (irmão do sol) e Naga-Malla (elefante combatente). O nome da consorte de Airavata é Abharamu. 

Ele é um dos dezesseis elefantes que segundo o hinduísmo sustentam a Terra, e é o responsável pelo quadrante leste. Cada uma das oito deidades guardiãs que presidem os pontos cardeais montam em um elefante, que toma parte na defesa e proteção do seu respectivo quadrante. Estas divindades são Indra (Leste), Agni (Sudeste), Yama (Sul), Surya (Sudoeste), Varuna (Oeste), Vayu (Noroeste), Kubera (Norte) e Soma (Nordeste). O chefe deles é justamente Airavata.

Características


Airavata possui quatro presas e segundo algumas fontes, sete trombas. Sua pele é de um branco impecável, sendo tão belo que Indra o escolheu para ser sua montaria pessoal. Conforme Airavata voava pelo ar, ele sugava todas as águas da Terra e a pulverizava sobre a superfície para trazer as chuvas para a humanidade. 

Mitologia

Segundo o hinduísmo, Airavata surgiu das águas quando os deuses agitaram o oceano. De acordo com o épico Ramayana, Airavata era filho de Iravati. Já de acordo com o Mahabharata, Airavata nasceu quando Brahma segurou em suas mãos as duas metades da casca do ovo do qual Garuda nasceu enquanto ele lia os hinos sagrados. Da metade da casca segurada pela mão direita surgiram os oito elefantes incluindo Airavata e da casca da mão esquerda oito elefantas (aliás).

Airavata é visto como o pai de todos os elefantes e, no início todos os seus filhos tinham asas. No entanto, eles perderam a capacidade de voar após um deles pousar sobre uma árvore onde um sábio realizava um ritual de adoração (puja). Os galhos da árvore se quebraram e o sábio se sentiu perturbado com isso. O sábio então amaldiçoou os elefantes, declarando que a partir daquele momento eles perderiam suas asas e deveriam servir os homens da maneira que fosse necessária. 

Elefantes brancos são muito raros e são considerados descendentes de Airavata. Eles eram normalmente reservados para o uso da realeza e muitas vezes dados como presentes aos reis. O culto dos elefantes brancos como deidades é ainda é amplamente praticado em algumas partes da Ásia como também na Tailândia e Burma.

Erawan

Erawan (em tailandês เอราวัณ) é o nome tailandês de Airavata. É descrito como um elefante enorme com os três ou às vezes trinta e três cabeças que muitas vezes são mostradas com mais de duas presas. Algumas estátuas mostram o deus Indra montado em Erawan.


Nenhum comentário:

Postar um comentário