Bem Vindos

Ola amigos bem vindos a Arcanoteca um espaço para RPG, mitologia, contos e curiosidades, esperamos que gostem do nosso conteúdo e nos visitem com frequência. (amigos nós não temos pop ups por favor deixem o seu ADblock desativado para nosso site pois isso nos ajuda muito a manter a Arcanoteca)

sexta-feira, 5 de setembro de 2014

MUNE Mitologia Indiana: Vayu

VAYU

Váyu significa vento porem é traduzido como “ar vital”, o elemento ar. Inicialmente nos Vêdas, Váyu representava o deus do vento, o senhor da vida e ultrapassava os limites biológicos abarcando todo o universo material, ou seja, tudo tem vida. Posteriormente o conceito de váyu foi substituído por prána e a partir de então o termo váyu passou a designar os sub-pránas (upa-pránas) que circulam pelo corpo todo através das nádís, canais fisiológicos sutis. Os váyus nágadis são levados para alimentar o nosso corpo exterior (bahirakarana) que controlam os movimentos dos músculos e algumas reações físicas eles são cinco: nága váyu, kúrma váyu, krikára váyu, devadatta váyu, dhananjaya váyu.
 Já os váyus pránadis pertencem ao corpo interior (antahkarana) e controlam atividades sutis e demais funções orgânicas, estes também são cinco ao todo: prána váyu, apána váyu, samána váyu, udána váyu, vyána váyu. Os cinco nágadis desempenham as seguintes funções: nága (serpente) provoca a eructação e soluço, e é a causa da consciência; Kúrma (tartaruga) provoca o pestanejar e é a causa da visão; krikára (o que faz kri) provoca a tosse, o espirro, e é a causa da fome e da sede; devadatta (dádiva divina) é a causa do bocejo; dhanamjaya (conquistador de riquezas) é o que mantém a saúde, impregna por inteiro o corpo material, não o abandona nem depois da morte e se decompõe junto com o corpo, e é a causa do som.
Os cinco pránadis também realizam tarefas: prána um dos mais importantes sub-pránas está localizado no tórax na altura do coração e tem a função absorvente e atrativa de controlar a inspiração tirando do ambiente os nutrientes necessários à vida; apána localizado no baixo ventre e na parte inferior do tronco ânus, responsável pelos processos de excreção (fezes urina e emissão de sêmen) expelindo os elementos que não necessita, de ação propulsora e desintegradora é o alento vital descendente; samána localizado na parte média do tronco (umbigo), facilita a assimilação do prána e regula a digestão; udána localizado na cabeça e garganta, tem a função de controlar a deglutição e a força muscular; vyána permeia tudo e move-se por todo o corpo controla a circulação do sangue e regula a distribuição dos outros quatro váyus no organismo e a tonificação do sistema nervoso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário