Bem Vindos

Ola amigos bem vindos a Arcanoteca um espaço para RPG, mitologia, contos e curiosidades, esperamos que gostem do nosso conteúdo e nos visitem com frequência. (amigos nós não temos pop ups por favor deixem o seu ADblock desativado para nosso site pois isso nos ajuda muito a manter a Arcanoteca)

sábado, 8 de março de 2014

Mitologia Nordica: Os mitos de Loki

OS MITOS DE LOKI

O MURO DE ASGARD

Quando os deuses acabaram de construir a fortaleza de Asgard apareceu um gigante, renomado artesão, que se ofereceu para construir um muro. Como pagamento ele exigiu o sol, a lua e a deusa Freyja, se ele terminasse a construção no decorrer de um inverno. Os deuses acharam impossível o prazo e concordaram. Porém o gigante possuía um cavalo - Svadhilfari - que trazia pedras dia e noite e as colocavam no lugar, fazendo com que o muro crescesse extremamente rápido. Faltava muito pouco para o muro ser acabado e os deuses foram tomados por pânico. Ele ameaçaram Loki com a morte, pois foi ele quem havia incentivado a aceitarem a proposta, caso ele não encontrasse uma solução. Loki então transformou-se em uma égua e seduziu o cavalo o levando para longe. O gigante ficou furioso por ser enganado e atacou os deuses, mas Thor esmagou seu crânio com o mjöllnir.
Após muito tempo Loki voltou com sua cria, um cavalo de oito patas que recebeu o nome de Sleipnir e tornou a montaria favorita de Odin.

O TESOURO DO ANÃO


Regin era filho do rei dos anões e para ele construiu uma casa forrada com ouro e pedras preciosas, guardada pelo feroz Fafnir.
Certo dia Odin, Hoenir e Loki foram caminhar por Midgard e ao se aproximarem da morada do rei Hreidmar avistaram uma lontra tomando sol que Loki matou para cozinhar sem saber que era o filho do rei Otter (que tinha o dom da metamorfose).
Chegando a morada do rei os deuses, disfarçados, foram hospedados, mas quando Loki se gabou da caça mostrando a pele da lontra o rei reconheceu o filho e furioso amarrou, com a ajuda de seus outros dois filhos, os deuses. O rei então lhes disse que só os libertariam se lhe fosse dado ouro suficiente para cobrir a pele da lontra. Assim Loki foi enviado como emissário para obter o tesouro do anão Andvari, que tinha juntado uma imensa riqueza escondida no fundo do rio. Loki encontrou o anão no rio metamorfoseado em peixe para cuidar melhor do tesouro e tentou pescá-lo, mas Andvari sempre escapava. Percebendo que havia um encantamento de proteção, Loki pediu emprestado a rede mágica da deusa Ran e assim ele conseguiu capturar o anão, pedindo seus tesouros em troca de liberdade. Andvari permaneceu apenas com um anel, mas ganancioso, Loki o arrancou de seu dedo sem saber que ele atraia todo o ouro do mundo. Enfurecido, Andvari lançou maldições àquele que possuísse o anel.
Loki voltou e pôs todo o ouro na pele de lontra, que nunca se cobria e cada vez mais se expandia. Loki viu-se obrigado a entregar o anel para completar o ouro que faltava. A maldição do anel logo atingiu os filhos do rei que começou a brigar pelo tesouro e acabaram matando o pai. Fafnir se metamorfoseou- se em um dragão para melhor proteger o ouro. Regin foi tornou-se ourives para o herói Sigurd, convencendo-o a matar o dragão. Sigurd percebendo que poderia tornar a próxima vítima da ambição de Regin o decapitou e levou consigo o tesouro, dando continuação à maldição.


O ROUBO DAS MAÇÃS


Novamente, Odin, Hoenir e Loki foram caminhar por Midgard. Pararam ao entardecer em um vale onde pastavam bois. Famintos eles mataram um e acenderam uma fogueira, porém ela foi apagada por uma imensa águia, que na verdade era um gigante metamorfoseado, que exigiu uma porção de carne para deixar que a fogueira ficasse acesa. Odin concordou, mas Loki furioso tacou seu bastão na águia, que ao invés de matá-la, apenas cravou em suas costas e arrastou Loki junto para os rochedos. O gigante exigiu então a deusa Idunna e suas maçãs de ouro para libertá-lo. Loki mentiu para Idunna e a atraiu para fora de Asgard, onde a águia a pegou pelo bico e a levou para longe. Na ausência da deusa e suas maçãs os deuses logo ficaram enfraquecidos e começaram a envelhecer rapidamente. Ameaçaram Loki com a morte para que trouxesse Idunna de volta. Loki pegou emprestado o manto de Freyja e transformou-se em uma águia, seguindo para as montanhas encontrou o palácio do gigante sem seus donos. Ele recitou encantamentos rúnicos e transformou Idunna em uma noz a levando de volta em suas garras de falcão.


TESOURO DOS DEUSES


Numa noite escura, Loki se esgueirou até o quarto de Sif e cortou-lhe os cabelos dourados. Quando Thor descobriu ficou furioso, devido o desespero de Sif, e aprisionou Loki, que ficou apavorado e prometeu conseguir cabelos idênticos, feitos com fios de ouro pelos anões.
Loki intimidou os anões Brokk e Eitri que fizeram a cabeleira tão perfeita quanta a original. Eles estavam tão dispostos que também fizeram o navio skidblandnir para Frey, a espada gungnir para Odin, os javalis com pelos dourados para os irmãos Frey Freyja e começaram a fazer um martelo mágico para Thor, mas Loki ficou com muita inveja e transformou-se em uma mosca varejeira e ficou mordendo os anões que se descuidaram da forja para se defenderem e assim o mjöllnir ficou com o cabo menor do que deveria. Quando os anões descobriram o feito de Loki eles resolveram se vingar pedindo para os deuses como pagamento dos tesouros a cabeça de Loki. Loki disse que lhes dariam a cabeça, mas não o pescoço e assim se safou da decapitação. Ainda assim os anões conseguiram se vingar costurando a boca de Loki para que ele não contasse mais mentiras. Sofrendo com a dor e a humilhação ele jurou vingar-se dos deuses, que assistiram rindo a sua punição pelos anões.


AS PALAVRAS DE LOKI


Em um jantar festivo oferecido por Aegir Loki ficou com inveja da felicidade dos outros deuses e resolveu se vingar. Ele começou um longo discurso expondo todos os erros, imperfeições, fraquezas, mentiras e adultérios dos deuses. Depois de um tempo sem ninguém conseguir para Loki ouviu-se um estrondo anunciando a chegada de Thor. Após ser ridicularizado ele levantou o martelo para esmagar Loki, que desviou encerrando seu discurso dizendo que entre todos os deuses presentes, ele apenas respeitava Thor por ser o único que era capaz de reagir. Assim Loki afastou-se feliz com suas palavras venenosas.



A PUNIÇÃO DE LOKI


Após a conduta de Loki na festa de Aegir e com Baldur ele sabia que seria logo expulso de Asgard. Ele partiu e escondeu-se em uma cabana em um lugar deserto, mas viu que isso não iria funcionar e logo Odin o descobriria. Ele, então, se metamorfoseou-se em um salmão e se escondeu em uma estrondosa cachoeira. Lembrando de Andvari e da rede mágica de Ran ele passava seu tempo pensando em como escapar dos fios. Distraído, não notou a aproximação de Odin, Kvasir e Thor a não ser quando estavam muito perto. Temendo o pior ele jogou apressado a simulacro da rede na lareira e pulou para o rio como salmão.
Kvasir havia reparado a rede no fogo e criou uma réplica, voltando em seguida para o rio e capturando Loki, que havia escapado nas duas primeiras tentativas. Após assumir a verdadeira forma, Loki foi arrastado para uma gruta escura e preso em três lajes de pedra com uma corda feita das entranhas do próprio filho de Loki, Narvi. Skadhi ainda apareceu depois colocando uma serpente venenosa em uma estalactite acima da cabeça de Loki, de tal forma que o veneno escorria continuamente em sua face. Sigyn, a leal esposa de Loki, permaneceu ao seu lado recolhendo o veneno em uma vasilha e saindo apenas para esvaziá-lo. Loki consegue escapar apenas no Ragnarök, onde guia os gigantes contra os deuses.

Nenhum comentário:

Postar um comentário