Bem Vindos

Ola amigos bem vindos a Arcanoteca um espaço para RPG, mitologia, contos e curiosidades, esperamos que gostem do nosso conteúdo e nos visitem com frequência. (amigos nós não temos pop ups por favor deixem o seu ADblock desativado para nosso site pois isso nos ajuda muito a manter a Arcanoteca)

segunda-feira, 3 de março de 2014

Mitologia: ZUMBIS DO VOODOO Parte 02

Ossos frescos.

Retornando ao tema "vodu", abordarei a parte mais macabra da história da religião e de como se cria um zumbi. Quem tiver estômago fraco fique longe...
Um zumbi, é criado quando alguém é vendido numa assembléia duma bizango, uma sociedade secreta haitiana. O motivo, pode ser um crime, uma desonra, roubar uma pessoa pobre, ou fazer mal à alguém da comunidade, como usar o vodu para separar uma família. O acusado é levado a uma reunião da bizango e, caso se prove sua culpa, ele será zumbificado e escravizado.
O acusado é então amaldiçoado pelo bokor o chefe feiticeiro mais poderoso na bizango e o juiz. Sua morte começa aí...
Todos se afastam do acusado e não há como fugir do seu destino, ninguém mais poderá salva-lo.
Então começam os preparativos para a zumbificação. Não irei em hipótese alguma descrever os reais princípios ativos do coup poudre, o pó de zumbi, mas posso garantir que só a sugestão e estresse psicológico produzidos pela cultura, já são suficientes para destruir até o mais corajoso dos homens imersos naquelas crenças. Vários ingredientes da poção vodu, não tem nenhum princípio ativo cientificamente falando mas um me chama atenção: os ossos frescos...
Três semanas após o sepultamento de alguém, o bokor e seus acólitos saem à meia noite e abrem a cova. Também interessante notar que preferem cadáveres de mulheres idosas ou de crianças e, levam a cabeça já quase decomposta mas ainda com carne e o cérebro ainda sendo consumido pelos vermes, bactérias etc...o importante é que ainda haja carne, tecido. No livro de Wade Davis, não há relatos da ingestão de carne dos cadáveres por parte do
bokor e dos acólitos,ms ouvi de certas fontes que essa prática é real. A carne, os ossos e o tutano humano estão presentes em todas as receitas de poções do coup poudre, isso me chamou a atenção.
Depois do pó estar preparado, o infeliz futuro zumbi é aspergido com o pó e, em algumas horas, ele estara clinicamente morto.
O problema, é que a tetrodoxina e o piretro partenium, em conjunto com outras toxinas, reduzem o bpm, a circulação, e a atividade cerebral à níveis indetectáveis, apenas certas partes do cérebro ficam ativas e detectáveis num eletroencefalograma ou tomografia, de modo que sem um exame acurado é impossível dizer se o indivíduo está vivo ou morto.
Agora vem a pior parte, o zumbificado , estará totalmente consciente de tudo o que acontece a seu redor! Há relatos de zumbificados que se parecem com as chamadas Experiências Quase Morte, e , todos relatam ouvir o choro das famílias, os ritos funerais, o caixão ser depositado na terra e a terra ser jogada em seus ataúdes. 
O efeito do veneno dura três dias, e após esse tempo, a bizango abre a sepultura e resgata o infeliz zumbificado, tratam-no com o pepino de zumbi, uma planta ornamental, muito comum no Brasil, e ele será para sempre um escravo da bizango. Alguém se candidata a zumbi?

Por: Albert De Bouillon De Bouillon

Nenhum comentário:

Postar um comentário