Bem Vindos

Ola amigos bem vindos a Arcanoteca um espaço para RPG, mitologia, contos e curiosidades, esperamos que gostem do nosso conteúdo e nos visitem com frequência. (amigos nós não temos pop ups por favor deixem o seu ADblock desativado para nosso site pois isso nos ajuda muito a manter a Arcanoteca)

sábado, 22 de julho de 2017

Menu Mitologia Grega: Érebos

ÉREBO



Érebo ou Érebos (em grego: Ἔρεβος, transl.: Érebos, "trevas" ou "escuridão") é, na mitologia grega, a personificação das trevas e da escuridão. Tem seus domínios demarcados por seus mantos escuros e sem vida, predominando sobre as regiões do espaço conhecidas como "Vácuo" logo acima dos mantos noturnos de sua irmã Nix, a personificação da noite.

Érebo era filho de Caos. Érebo juntamente de sua irmã gêmea, Nix, a personificação da noite, nasceram de cisões assim como se reproduzem os seres unicelulares; a partir de partes de Caos, Érebo e Nix passam a ser os mais velhos imortais do universo, logo após seu pai.

Érebo desposou Nix, gerando mais dois deuses primordiais: o Éter (a Luz celestial) e Hemera (o Dia).


Assim como a irmã, era capaz de tirar a imortalidade dos deuses. Érebo é o próprio universo, senhor dos cosmos e dos buracos negros. Hoje, entretanto, é uma potência esquecida. Está encarcerado no Tártaro. No passado, pretendia libertar, sozinho, os titãs aprisionados pelos olimpianos logo após a Titanomaquia, entretanto caiu em uma emboscada armada pela irmã. Zeus, Hades e Nix, tementes do poder do grande deus primordial e do possível retorno dos titãs, o impediram; os três, unidos, cada um se valendo de seus poderes únicos, jogaram Érebo no rio infernal Aqueronte, o rio da morte. Depois, encaminharam o corpo fragilizado do inimigo para o Tártaro, única prisão capaz de detê-lo.


É conhecido por ser um dos maiores inimigos de Zeus. Conta-se que os titãs pediram socorro a Érebo e pessoalmente o primórdio desceu até o Tártaro para libertar os filhos de Gaia, porém foi surpreendido por Zeus e Hades que tiveram a ajuda de Nix para lançar Érebo nas profundezas do rio Aqueronte, a fronteira dos dois mundos.


Na medida em que o pensamento mítico dos gregos se desenvolveu, Érebo deu seu nome a uma região do Hades, por onde os mortos tinham de passar imediatamente depois da morte para entrar no submundo. Após Caronte tê-los feito atravessar o rio Aqueronte, entravam no Tártaro, o submundo propriamente dito.


Além de Éter e Hemera, Érebo teve com Nix outros filhos. Não se tratavam de verdadeiros e próprias divindades, mas de personificação de abstrações, entre as quais:

• Tânato - a morte
• Hipno - o sono, gêmeo de Tânato
• Oniro- o sonho
• Momo - o sarcasmo, expulso do Olimpo por ter criticado asperamente Zeus e a ternura
• Nêmesis - a vingança
• Moros - o destino
• Gera - a velhice
• Apate - o engano
• Éris - a discórdia
• Queres - a morte violenta
• Oizus - a miséria
• Filotes - amizade

Nenhum comentário:

Postar um comentário